O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Semana de conscientização sobre lúpus poderá ser instituída em Bragança

O projeto tem a autoria de Fabiana Alessandri e Antônio Bugalu

 

O dia 10 de maio é o Dia Internacional da Conscientização sobre Lúpus. Segundo estatísticas, uma a cada duas mil pessoas são portadores da doença. Porém, apesar de ser uma doença antiga, o lúpus ainda continua bastante desconhecido para muitas pessoas. Para mudar esta situação, projeto de lei, em tramitação na Câmara Municipal, pretende criar a Semana Municipal de Conscientização sobre o Lúpus em Bragança Paulista. A proposta tem iniciativa dos vereadores Fabiana Alessandri e Antônio Bugalu.

De acordo com os autores, a intenção é difundir informação para que as pessoas com lúpus não sofram constrangimentos e tenham seus direitos assegurados, assim como Celi Guilherme dos Santos Zamana (52 anos), que há 14 anos convive com a doença e revela que passa por muitas dificuldades. Entre elas: a falta de medicamentos, a dificuldade de usar um transporte coletivo (em razão de dores nas articulações) e a ausência de tratamento diferenciado em hospitais (justificável pelo comprometimento do sistema imunológico).

“Estamos juntos em favor a mais esta causa. Temos a certeza que unidos esta situação poderá mudar”, acentuou a vereadora Fabiana Alessandri ao argumentar que a Semana de Conscientização tem como finalidade estimular o diálogo, a troca de experiências e a difusão de informações. “Fatores essenciais para o surgimento de ideias e de políticas públicas que assegurem os direitos destas pessoas e de seus familiares”, justificou.

Antônio Bugalu informou que o projeto já tramita na Câmara desde o final do ano passado. “Nossa ideia é que a proposta seja aprovada o quanto antes. Uma vez que a semana, vai nos ajudar a unir esforços em favor à melhoria da qualidade de vida dessas pessoas”.

Como ato simbólico, Fabiana Alessandri e Antônio Bugalu a camisa lembrando que este domingo é o Dia Internacional da Conscientização sobre Lúpus. Na terça-feira,12, Celi participará da Tribuna Livre da Câmara para falar sobre o assunto.

O projeto está sendo analisado pelas comissões permanentes da Câmara. Na sequência, será liberado para apreciação do Plenário do Legislativo.  Se acatado, a programação acontecerá anualmente na semana de 10 de maio.

SOBRE LÚPUS

Com a característica de ser uma doença autoimune, ou seja, aquela em que o organismo é o próprio agente causador do problema, o lúpus ainda não tem cura, porém pode ser controlado e o paciente pode desfrutar de uma vida mais tranquila.

Entre os principais transtornos que a doença provoca está o comprometimento de diversos órgãos, como pele, fígado, coração, pulmão, rins e cérebro. Os sintomas do lúpus incluem: febre, manchas na pele, vermelhidão no nariz e no rosto, formando um desenho como asas de borboleta, fotossensibilidade, pequenas feridas na boca e no nariz, dor nas articulações, fadiga, dificuldade em respirar, taquicardia, tosse seca, cefaleia, convulsões, anemia, inchaço, pouca urina, mal-estar, perda do apetite, ansiedade, depressão, doenças reumatológicas, renais, do sangue, doenças do aparelho respiratório.

O tratamento para o lúpus é feito com medicamentos corticosteroides e imunossupressores. Eventualmente, podem ser necessários outros medicamentos para tratar as doenças associadas.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player