O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Dia Mundial da Água – o que comemorar?

Neste domingo, 22, celebra-se o Dia Mundial da Água. Assim como convidamos nossos leitores à reflexão no Dia Internacional da Mulher, no início do mês, voltamos a fazer isso agora. O que podemos comemorar em relação à água?

Vivemos meses de uma seca histórica em 2014 e, por enquanto, fomos salvos pelas chuvas de fevereiro e março deste ano. E o que aprendemos com isso? O que nossos governantes, que são quem detém o poder de decisão de grandes investimentos e obras, aprenderam com isso?

Nesse sábado, 21, o Sistema Cantareira apresentava capacidade de 16,3% e a Represa Jaguari/Jacareí, 10,21%. A pequena recuperação dos reservatórios que compõem o Cantareira é algo a se comemorar, sem dúvida, mas é importante lembrar que esses índices correspondem, ainda, à segunda cota do volume morto, ou seja, a economia de água e o consumo consciente devem continuar, assim como planejamentos específicos para se tentar evitar que a situação se agrave ainda mais.

Além disso, é importante que também se invista em obras a fim de se evitar as enchentes, afinal, poucas horas de chuva intensa acabam causando grandes transtornos para a população, seja em Bragança Paulista ou em qualquer outro município. E as enchentes não são nenhuma surpresa ou novidade, haja vista que geralmente ocorrem nos mesmos lugares, o que indica que intervenções pontuais resolveriam a situação. E por que elas não acontecem? Por que a população não sai às ruas pedindo esse tipo de ação governamental?

O Dia Mundial da Água é uma data que nos convida a refletir, ainda, sobre a importância de viver uma vida com mais equilíbrio, de cuidar do planeta para as próximas gerações. Mas isso tem de acontecer efetivamente, e não apenas fazer parte dos discursos bem redigidos. Todos temos de entender que fazemos parte de um meio ambiente que não existe para ser explorado, mas para suprir nossas necessidades. O que não é realmente necessário, é supérfluo, e assim, não tem motivo para ser adquirido, extraído.

Por fim, entendemos que nossos governantes precisam deixar de lado suas vaidades e implantar iniciativas bem-sucedidas em outras localidades. E os cidadãos, por sua vez, precisam cobrar que o assunto água não seja debatido apenas nas épocas de cheias ou secas.

Que o Dia Mundial da Água possa ser mais feliz nos próximos anos.

Uma boa semana a todos!

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player