O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Proprietário fala de trabalho de preservação ambiental na Fazenda Serrinha

A Tribuna Livre da 17ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal, realizada na tarde de terça-feira, 27, também contou com a presença do jornalista Marcelo Moreira Silveira, responsável pela Reserva Particular do Patrimônio Natural da Fazenda Serrinha, que falou sobre o trabalho de conservação ambiental às margens da Represa Jaguari/Jacareí, sendo apresentado pelo vereador Quique Brown.

O jornalista discorreu brevemente sobre a história da Fazenda Serrinha, produtora de café nas décadas de 50 e 60. Contou que na década de 80, foi feita uma olaria que funcionou durante 12 anos, mas destruiu parte da fazenda. O fato sensibilizou os proprietários sobre as questões ambientais.

Atualmente, é realizado um trabalho de reflorestamento e educação ambiental no local, que recebe anualmente o Festival de Artes Serrinha, o qual faz uma junção das artes com a natureza. Este ano, será realizada a 13ª edição do festival. Visitas escolares também são feitas à fazenda.

Desde 2001, a Serrinha é reconhecida como Reserva Particular do Patrimônio Natural. Isso tem o mesmo status de um parque nacional, de acordo com o manifestante, só que a área é particular.

Marcelo explanou, ainda, que a Serrinha, pertencente à sua família, está cercada por áreas de urbanização que crescem de maneira desorganizada e sem cuidados com o meio ambiente. Ele defende a ideia de que o poder público deve organizar esse avanço com regras e conscientização da importância da preservação, principalmente das nascentes e rios. Só na Serrinha, conforme contou, há oito importantes nascentes.

Concluindo as explicações, o jornalista disse que o sonho dos proprietários é reflorestar a fazenda e o entorno dela, a fim de transformá-la em um parque, uma área verde em meio à região urbana. O trabalho de reflorestamento teve início de maneira informal, por iniciativa dos donos, mas atualmente está em articulação com outras organizações.

O manifestante recebeu os cumprimentos dos vereadores Juzemildo Albino da Silva, Jorge Luís Martin, Rita Valle e Gislene Cristiane Bueno, que o parabenizaram pelos trabalhos realizados.

Na oportunidade, Quique Brown relatou que a Fazenda Serrinha, depois do Bragantino, é a maior mídia da cidade, desta forma, os trabalhos lá realizados devem ser constantemente lembrados. Continuou dizendo que Bragança é formada basicamente por fazendas cujos donos preferem loteá-las, sendo assim, a Serrinha é uma exceção, pois em vez de investir em loteamentos, os proprietários realizam ações de preservação e educação ambiental há muitos anos, mostrando que estão muito à frente de seu tempo.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player