O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

CONSCIÊNCIA... NÃO IMPORTA A COR

Não dá pra negar que o racismo está presente em toda nossa sociedade. É triste, mas é cultural. Está na TV, nos filmes, nas revistas, nos jornais. Não é uma questão de conjuntura, infelizmente. Quando comparados aos brancos, os negros engordam as estatísticas da violência, dos baixos salários, da opressão policial, do machismo etc. São os fatos. Até quando? Não sei... Só sei que um feriado prolongado pra descansar em pleno novembrão foi legal, mas espero que você tenha tido um feliz e minimamente reflexivo dia da consciência.

 

REVISÃO DO PLANO DE CARREIRA

Tramita na Câmara, ainda na Comissão de Justiça, nova proposta de alteração do Plano de Carreira do Magistério Público Municipal. Você deve se lembrar da polêmica evolução salarial que muitos profissionais da Educação Pública conseguiram graças a cursos de “procedência duvidosa”. Muitos casos ainda estão na Justiça e, pra piorar, tais acontecimentos colaboraram pra manchar uma carreira que já é tão castigada pela baixa valorização social. Em minha opinião, a lei que rege tal plano deve ser, sim, reformulada a fim de evitarmos novos problemas como os que foram vistos na época do Governo Jango e, ao mesmo tempo, oferecer melhores remunerações para quem quer se aperfeiçoar e crescer na carreira docente. Segundo notícias da própria Câmara, será realizada uma audiência pública para discutir a questão com a participação das Comissões de Educação e de Justiça, além de todos os interessados e envolvidos. Que não fique só na audiência.

 

E O PROBLEMA DOS ASSESSORES?

Enquanto os educadores ainda não têm um plano de carreira que realmente esteja de acordo com seus merecimentos e anseios, o Tribunal de Contas ainda está em cima da Câmara para que se resolva o problema da assessoria. Segundo o TC, a nossa Casa de Leis deve exigir nível superior na contratação dos assessores de vereadores, dada a complexidade das atribuições inerentes à função. O presidente da Casa, Tião do Fórum, pensa que o salário de cerca de R$ 2 mil não é compatível com o nível superior, já que as cidades da região que contratam pessoal formado, paga cerca de R$ 5 mil. Que tal oferecer esse salário de R$ 5 mil para os professores, coordenadores e diretores da Rede Municipal de Ensino, já que muitos, além do nível superior, possuem pós-graduação?

 

AS BOAS INTENÇÕES DA UNIMED

A situação da Unimed em Bragança preocupa muita gente há muito tempo. Essa semana, representantes da empresa estiveram reunidos com o prefeito Fernão entregando um “protocolo de intenções” visando a sanar os problemas e melhorar o atendimento aos conveniados. Boas intenções são só boas intenções, já na prática... Tomara que tudo funcione.

 

SAÚDE DO GENOÍNO É QUESTÃO HUMANITÁRIA

Ao menos essa é a posição da presidenta Dilma (falando em boas intenções... rs!). Não concordo que deveríamos linchar os mensaleiros (ou será que sim?), mas se todo mundo que resolver passar mal tiver sua pena “atenuada” fica mais fácil, né? E a saúde dos outros brasileiros, não é questão humanitária? Sem contar que só prender é pouco. E a nossa grana, não vão devolver?

 

ENTRANDO EM CENA SAINDO DE CENA

Por falta de incentivo financeiro e apoio em geral, tanto do Poder Público quando do Privado, o Instituto Entrando em Cena deve encerrar suas atividades aqui na Terra da Linguiça no ano que vem. O instituto trabalha com o eixo de “cultura cidadã” e toca projetos muito interessantes de inserção dos jovens no universo cultural, como o “Entrando em Cena no Mundo”. Desde 2012, os projetos foram tocados com o apoio de leis de incentivo à Cultura, como Rouanet e Proac. Se o empresariado bragantino abraçasse a causa (e nem precisariam por tanto a mão no bolso, já que poderiam ajudar por meio dos incentivos fiscais), as atividades do Em Cena poderiam continuar. Fica a dica para uma pauta de discussão importante na Secretaria de Cultura, na Prefeitura e na Câmara.

 

PRA FINALIZAR

“Eu temo o dia em que a tecnologia ultrapassar a interatividade humana. O mundo terá uma geração de idiotas (Einstein)”.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player