O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Em megaoperação contra o tráfico em Atibaia, 13 criminosos são capturados e um morre após confronto com a polícia

 No início da manhã de sexta-feira, 4, a vizinha cidade de Atibaia foi tomada por viaturas e militares da ROTA (Rondas Ostensivas Tobias Aguiar), uma tropa de elite da Polícia Militar paulista.

Cerca de 120 policiais fortemente armados, em 40 viaturas, um helicóptero Águia e até cães farejadores da PM participaram da megaoperação, desencadeada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Estado, que enviou seus promotores para acompanharem a ação.

De acordo com nota divulgada no site do Gaeco, a operação realizou 14 mandados de prisão e 15 mandados de busca, a maioria em Atibaia, mas também nos municípios de Mairiporã, São Paulo, Nazaré Paulista e Bom Jesus dos Perdões.

Em Atibaia, os bairros alvos foram principalmente o Caetetuba e o Jardim Cerejeiras, onde a Rota permanecerá por tempo indeterminado.

A operação foi resultado de oito meses de investigações da quadrilha pertencente à facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) e que trazia a droga do Mato Grosso para a região bragantina.

Ainda segundo balanço divulgado pelo MP, entre os 13 presos estão Pedro Augusto Nicastro, o líder da quadrilha, Arquimedes Augusto Nicastro, Celso Pereira, Fábio Júnior Pereira, Fernando Henrique Leite Pereira, Fernanda Pereira, Maria Leite Pereira, Ânderson Ribeiro Costa, Carlos Adão Filho, João Henrique do Prado Pinto, além de Édson Alves de Siqueira, que já estava preso.

Dois outros envolvidos, Charles Mauro da Silva e Marcos Fabiano de Souza Dias, não foram localizados e são considerados foragidos.

Outro procurado, Adélson Paes Leme, que seria o responsável por estocar a droga, foi localizado em uma chácara em Mairiporã e acabou morto na troca de tiros. Ele utilizava uma pistola 380.

Foram apreendidos na megaoperação cinco tijolos de maconha, um quilo de cocaína e cerca de 12 mil reais.

 

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player