O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Cresça e apareça... (nem tanto)

É, minha gente, está certo que todos nós, de uma forma ou de outra, cultivamos certa dosagem de narcisismo, o que, ao meu ver, é até salutar para o equilíbrio do comportamento humano. Mas existem pessoas que sofrem do mal de querer alimentar sua falsa esperança de fama e sucesso a qualquer preço e, para conquistarem o seu objetivo, buscam focar momentos infelizes, rompendo com as barreiras do bom senso e limites dos bons costumes, tradição e razão extrapolando o aceitável e o  admissível.
Tem gente que compra horário de TV e coloca tudo isso como meta de vida se exibindo em um programa  qualquer, em busca de suposta fama, sem se importar  com que preço possa custar.
Em Bragança, até os vereadores da cidade estão sendo vítimas de pessoas que sofrem desse mal, o mal da necessidade de se aparecer, atacando não só a entidade que eles representam, mas também a vida política de cada um. Contudo, felizmente (ou infelizmente), vivemos um momento lúdico, no qual todos têm a tal liberdade de expressão e a liberdade para extravasar suas fantasias, rebeldias, narcisismos, estresse ou até mesmo essa necessidade de se aparecer e se esbaldar para valer, com ou sem máscara, com ou sem  ódio ou mágoa. 
Tem apresentador por aqui que usa de seu programa  como palco apropriado para buscar a fama a todo custo, afinal para ele, ocupar espaço e aparecer na mídia falando de quem lhe dá audiência pode levá-lo a encontrar a cura para a sua necessidade de se aparecer.
Mas vendo tudo isso, percebemos que não é só no programa que falta luz, a luz que falta é a luz própria de um apresentador parcial e incoerente. E essa luz não há energia natural que possa clarear atitudes covardes, quando só ele fala (pra ninguém) e nunca diz nada (para poucos que o suportam).

Falando em Boteco – Meu amigo Mello Jr., quem diria, hein?! Você usar de seu “grandioso” programa para falar de minha humilde coluna deste jornal... Muito obrigado, não sabia que era meu leitor assíduo, chegando a levar o jornal à Câmara Municipal para todo mundo ler meus comentários. Eu agradeço, mas não necessito de tanta divulgação.

Falando em Coluna – Na semana passada, quando critiquei o amigo Mello Jr. pela sua parcialidade e sua rasgação de seda ao prefeito Jango — que, por sinal, já está explicado o motivo, pois é filiado no mesmo partido do prefeito — Mello ficou bravo e usou de seu programa para querer deturpar críticas feitas em minha coluna, as quais eu escrevo e assumo.

Falando Nisso  –  Gostaria de avisar que, devido a esse programa, eu estou sem dormir até hoje de tanta preocupação, creio que o rumo do mundo também tenha mudado com tal programação. Olha... estou achando que o mundo nem vai acabar mais em 2012. Ainda bem que resta o programa do Ratinho para assistir!

Falando em Funcionalismo  –  99,9 % do funcionalismo público municipal é ótimo! Isso, conforme opinião do apresentador Mello Jr. Caramba, hein?! Já pensou se essa porcentagem fosse menor? Será que Bragança existiria ainda?

Falando Nisso  –  Em momento algum, eu denegri o funcionalismo municipal, apenas acho que qualquer funcionalismo, se não tiver um bom comando não funciona. É como um programa de TV, se não tiver um bom comando ele desanda na maionese e perde o rumo.

Falando em Companheiro – E até meu amigo Raul Lencini, atual secretário de Cultura, talvez também por um suave ataque de narcisismo, enviou uma carta de repúdio contra minha coluna no jornal. Oras bolas! Pô, Raul, tem gente perto de você que faz muito menos por nossa cultura e você se cala. Bem, quem sabe agora se você começar com essa postura de “repúdio” as coisas comecem a fluir, hein?! Mas o repúdio não pode ter direção única, viu?! 

Falando em Cultura – Parabéns pela programação do Maio Cultural 2012. Mais de 80 manifestações culturais a serem realizadas este mês, uma programação variada, com a realização de oficinas de teatro, dança, artesanato etc. Isso tudo acontecendo de forma descentralizada para possibilitar a participação dos bairros da cidade.

Falando em Casamento – Amanhã, 30 de abril, Deise e José Galileu estarão completando 40 anos de um feliz casamento. Parabéns Doutor e amiga Deise!!! O Galileu já completou 40 anos de casamento e nada de o Corinthians ganhar a Libertadores... Ainda bem que ele torce pro São Paulo.

Falando em Engano  –  Salvo engano, o prefeito João Afonso Sólis, o Jango, em entrevista declarou, essa semana, que seu partido, o PSDB, descartou uma possível coligação com o Democratas... Espera um pouco!!! Quem descartou quem??? O que todos já sabem é que o DEM  nem bola deu para tal sugestão, afinal de contas, quem precisa de quem?

Falando em Águas – Aconteceu, na Represa em Bragança, a 4ª Romaria das Águas, realizada pela Unicidades com apoio da Prefeitura. O problema é que a maioria das pessoas que estavam lá, mal sabiam do que se tratava, como por exemplo o deputado Beto Trícoli (PV) que, em sua entrevista, falou, falou, falou e não disse nada, talvez porque não conheça a região. Parecia estar mais perdido do que seu partido em Bragança. Isso acontece...

Falando em Culpa – Alguém duvidava que a culpa no “caso dos livros” — que foram enviados para serem picados numa empresa de reciclagem  —  cairia nas costas do mais fraco? Pois bem, está sobrando para o motorista que levou o material para descartar. Mas quem mandou levar? Onde estavam os livros? Bem, com certeza, devem ter falado: “A culpa é minha e coloco em quem eu quiser!”. Sobrou pro motorista.

É OURO! – Terça-feira, aniversário da cinquentona e querida Escola de Samba 9 de Julho, a vermelho e branco do Taboão. Grande festa com a presença de vários intérpretes de sambas-enredos das grandes escolas de São Paulo. O evento é na quadra da escola no Lago do Taboão e a entrada é franca. Parabéns a todos!

É LATA!  –   Coluna Falando Em... Semana passada fui infeliz ao postar uma frase anônima que criticava ferozmente a arte abstrata. Pois bem, deixo aqui minhas desculpas aos incomodados, pois não tenho vergonha nenhuma de errar e depois me desculpar, mesmo porque meu caráter e minha humildade me permitem isso, além do que, me arrependo como qualquer ser humano, reconheço meus erros e aprendo bastante com eles também, como por exemplo em reconhecer que o fato de não gostar de “algumas” artes abstratas, não me dá o direito de desrespeitá-las. Portanto, mesmo a frase da semana passada não sendo de minha autoria, ficam aqui as minhas desculpas. Quanto à “cultura” de Bragança, isso, modéstia a parte, não preciso ficar aqui descrevendo tudo que fiz em prol, afinal a cultura atualmente não carece de discussão e sim de fomentação.  

Frase – “A força bruta jamais  derrota a inteligência”

Piada – Impossível!
O corintiano Rubão achou uma lâmpada suja e foi limpar. Esfregou, esfregou e apareceu um gênio...
— Você tem um desejo.
— Mais só um? — pergunta Rubão.
— Sim, esse negócio de três desejos não existe mais, vai logo, me diz qual é seu desejo...
Aí o corintiano pensou, pensou e falou:
— Ah, quero que construa um viaduto que vai daqui da minha casa até o Itaquerão em São Paulo para eu ver o Coringão jogar...
O gênio diz:
— Você tá louco? Isso dá muito trabalho, sai fora. Pede outro aí...
Aí o Rubão corintiano pede o seguinte:
— Então quero que o Corinthians ganhe a Libertadores!
O gênio diz:
— Viu, quantos quilômetros é esse viaduto mesmo? 
Até a semana que vem!

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player