O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Na volta do Brasileirão da Série B, Bragantino perde no Marcelão para o América-RN por 1 a 0

“Essa derrota não estava nos nossos planos”, afirmou o técnico Vágner Benazzi na entrevista coletiva após o jogo

 

A parada de 20 dias para a disputa da Copa das Confederações parece não ter feito nada bem ao C. A. Bragantino. O time do técnico Vágner Benazzi esteve apático e sem vibração dentro de campo, além de errar muitos passes e desperdiçar várias oportunidades que poderiam resultar em gols em seu último jogo.

O Mecão, que veio a Bragança em busca de um empate, não se intimidou com o fato do Braga ser um clube forte jogando em seus domínios e conquistou uma importante vitória por 1 a 0, em duelo disputado na noite gelada da última terça-feira, 2, no Marcelão, e válido pela 7ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Essa foi a primeira vitória da equipe potiguar no Brasileirão da Série B deste ano. O América ainda derrubou o tabu de nunca ter vencido o Massa Bruta em Bragança Paulista, e também quebrou a invencibilidade de quatro jogos sem derrotas de Vágner Benazzi à frente do Braga.

Pouco mais de 300 torcedores foram ao Marcelão e assistiram a derrota do C. A. Bragantino, que fez com que o time caísse para a sétima posição na classificação do campeonato, com dez pontos. O Massa Bruta ainda pode perder mais duas posições nesta rodada caso Sport e São Caetano vençam seus jogos no próximo sábado.

Já o América-RN chega a seis pontos e  pula da vice-lanterna para a 18ª colocação. Na outra partida disputada na terça-feira, pela Série B, o Paysandu derrotou o Guaratinguetá por 4 a 3.

PRIMEIRO TEMPO: BRAGA NÃO SE ENCONTRA DENTRO DE CAMPO E PLACAR A FAVOR DO AMÉRICA-RN É JUSTO

Jogando em casa e querendo a vitória para entrar no G4, o C. A. Bragantino começou o jogo pressionando a equipe visitante. Muitas oportunidades foram criadas, mas os atletas do Braga pecavam nas finalizações.

Aos dez minutos, Bruninho acertou o gol, só que o chute saiu fraco e por pouco o goleiro Andrey não se complicou no lance.

Aos 14, Bruninho, outra vez, arriscou chute de longe, porém a bola saiu por cima do gol de Andrey.

No lance seguinte, Diego Macedo fez boa jogada pela direita e cruzou na medida para Lincom, mas o zagueiro Cléber cortou na hora certa para escanteio.

Embora tivesse mais posse de bola, o Massa Bruta errava muito passes, e com isso o América-RN começava a gostar do jogo e atacava, inclusive com dois lances que levaram perigo ao gol de Rafael Defendi.

Numa dessas jogadas, os atletas e a comissão técnica do Mecão reclamaram muito do árbitro da partida ao não marcar um suposto pênalti a favor do time.

Aos 28 minutos, o zagueiro Álvaro, capitão do Bragantino, deu bobeira. Alex aproveitou e quase abriu o placar para a equipe potiguar se não fosse a grande defesa do goleiro Rafael Defendi.

Aos 34 minutos, Édson Rocha fez falta dura em Bruninho e recebeu o primeiro cartão amarelo do jogo. Diego Macedo cobrou a falta com perfeição na cabeça de Lincom, que cabeceou para fora, desperdiçando a oportunidade de abrir o placar.

E, no contra-ataque, o América inaugurou o marcador do Marcelão. Vinícius Pacheco roubou a bola no meio-campo e levou até a entrada da área, soltando uma bomba no canto direito do arqueiro bragantino, que nada pôde fazer para evitar o gol do time de Natal.

Aos 42 minutos, o Bragantino fez um abafo na zaga do América e Lincom teve boa chance de empatar o confronto, mas o goleiro Andrey realizou grande defesa.

Lincom arriscou outro chute aos 44, mas Andrey, bem colocado, defendeu a bomba e salvou o América de tomar o gol de empate.

O árbitro assinalou dois minutos de acréscimo e apitou o meio-campo aos 47 minutos. O Braga fazia uma partida irreconhecível.

SEGUNDO TEMPO: PANORAMA DO JOGO NÃO MUDA E

AMÉRICA MERECE A VITÓRIA

Ainda que não jogasse bem na etapa inicial e em desvantagem no placar, o técnico Vágner Benazzi voltou com a mesma formação para o segundo tempo, assim como o América, que também não fez substituição no intervalo.

E a disputa começou movimentada nessa segunda etapa. Logo no primeiro lance, Leo Jaime foi tocado dentro da área e o árbitro não marcou um possível pênalti a favor do Massa Bruta, deixando os jogadores e os torcedores muito irritados.

Aos cinco minutos, Vinícius Pacheco fez jogada pela esquerda e cruzou na área. A bola sobrou para Raí, que, da entrada da área, arriscou chute, porém Rafael Defendi realizou defesa segura.

Aos dez minutos, Vágner Benazzi fez a primeira substituição no Bragantino. O treinador tirou Bruninho, que esteve numa noite infeliz, e colocou o estreante Tiaguinho.

Aos 11 minutos, Diego Macedo fez cruzamento pela direita, mas a zaga potiguar chegou travando. A bola ia sobrando para o meia Tiagui-nho, que não alcançou, e ela saiu pela linha de fundo.

Aos 14 minutos, Alex obrigou Rafael Defendi a se virar para evitar o que seria o segundo gol do América.

Aos 16, Lincom recebeu bom cruzamento e cabeceou firme, mas a bola passou rente à trave de Andrey, que ficou assustado com o lance. O atacante bragantino perdeu um gol incrível.

De forma desordenada, o Massa Bruta tentava pressionar em bolas aéreas, mas a zaga americana estava bem postada na defesa e cortava todos os cruzamentos.

E o treinador Benazzi decidiu ir para o tudo ou nada. Aos 30 minutos, ele tirou o zagueiro Álvaro e colocou o rápido atacante Dudu.

Por outro lado, o técnico Roberto Fernandes, vendo que o Braga iria partir para cima, alterou seu time de forma contrária a Benazzi. Fernandes substituiu o atacante Alex pelo zagueirão Zé Antônio, de forma a aumentar a estatura da zaga potiguar.

Em seguida, Vágner Benazzi fez a última substituição no Massa Bruta. O treinador mandou Magno Cruz, outro jogador de atuação apagada na noite dessa terça-feira, para o banco, e em seu lugar entrou Deyvid Sacconi.

As substituições de Benazzi não deram resultados, mas, mesmo assim, o Bragantino continuava pressionando, querendo o gol de empate. Entretanto, a zaga do América estava fechadinha e não permitia os jogadores alvinegros chegarem no gol de Andrey.

Aos 44 minutos, Norberto quase marcou o segundo gol do Mecão. O árbitro apontou mais cinco minutos de acréscimo, e o jogo foi até os 50.

O Bragantino ainda teve a última chance de empatar a partida em cobrança de falta, porém, Diego Macedo bateu muito mal, e o América saiu rápido no contra-ataque com Vinícius Pacheco.

Nesse momento, o Braga estava sem goleiro, pois Rafael Defendi fora ao ataque tentar o gol de cabeça. Aí, só restou a Deyvid Sacconi, que era o último homem na zaga bragantina, fazer falta em Vinícius Pacheco, evitando que o atacante adversário fizesse o segundo gol.

O árbitro mostrou cartão vermelho para Deyvid, e não houve tempo para cobrança de falta.

Final de jogo, Bragantino saiu derrotado do Marcelão por 1 a 0.    

BRAGANTINO JOGA NO DIA 13 DE JULHO

O Bragantino terá agora mais dez dias para se recuperar dessa derrota.

O time só volta a campo pelo Brasileirão da Série B no próximo dia 13 (sábado), quando enfrenta o América Mineiro, no Estádio Independência, às 16h20.

FICHA TÉCNICA

 

7ª RODADA DA PRIMEIRA FASE DO CAMPEONATO BRASILEIRO DASÉRIE B – 2013

Local: Marcelão, em Bragança Paulista.

Data: 2 de julho de 2013 (terça-feira).

Árbitro: Célio Amorim (SC), que foi auxiliado por Neusa Inês Back (SC) e Helton Nunes (SC).

Quarto árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP).

Renda: R$ 3.851,00.

Publico: 329 pagantes.

 

BRAGANTINO – 0

Rafael Defendi; Diego Macedo, André Vinícius, Álvaro (Dudu) e Kadu e Leo Jaime; Carlinhos, Preto e Bruninho (Tiaguinho); Magno Cruz (Deyvid Sacconi) e Lincom.

Técnico: Vágner Benazzi.

Cartões amarelos: Leo Jaime e Preto.

Cartão vermelho: Deyvid Sacconi.

 

AMÉRICA-RN – 1

Andrey; Chiquinho, Édson Rocha, Cléber e Raí (Norberto); Márcio Passos, Mazinho, Daniel e Vinícius Pacheco; Alex (Zé Antônio) e Tiago Adan (Edvânio).

Técnico: Roberto Fernandes.

Gol: Vinícius Pacheco, aos 35’1T.

Cartões amarelos: Édson Rocha, Vinícius Pacheco, Daniel, Alex e Mazinho.

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player