O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

VEREADORES EM CIMA DO MURO

VEREADORES EM CIMA DO MURO

Na última sessão da Câmara Municipal, terça-feira, muito se esperou do posicionamento público dos vereadores bragantinos em relação às manifestações e, principalmente, em relação ao transporte público no município. O que se viu, porém, não passou de discursos superficiais e evasivos. Sem exceção.

 

POR QUE NÃO SE POSICIONAR?

Não, eles não podem “votar uma passagem de ônibus mais barata”, mas como figuras públicas e eleitas, têm o dever de se posicionar perante a questão, afinal, de que lado estão? Não estamos falando aqui de “radicalismo” ou de “estatizar” a N. S. de Fátima. Nada disso. Cabe aos vereadores cobrarem da empresa um serviço que atenda com qualidade a população, com horários e ônibus adequados à demanda, com respeito ao usuário que paga por isso um preço injusto. Além disso, também poderiam propor uma investigação nas contas da empresa.

 

NÃO É DE GRAÇA

Não se trata de um serviço gratuito, muito pelo contrário. Pelo tamanho de nossa cidade e pelo que é oferecido, é um serviço muito caro. E não me venham com planilhas! Com elas é possível “provar “ muita coisa, depende do interesse. Aliás, já disse isso outras vezes, se não estão tendo lucro explorando o transporte em Bragança, façam como qualquer empresa: contratem bons engenheiros e administradores e melhorem o seu sistema. Não é assim que funciona o capitalismo? Só que quando uma empresa explora um serviço público, em caso de prejuízo, o estado “racha” com ela. Assim é fácil, né?

 

SEGUNDO O PREFEITO, O ÔNIBUS NÃO SOBE

Em entrevista coletiva na última sexta o prefeito Fernão Dias declarou que o ônibus não vai subir. Só tem um probleminha: a presidenta, que, aliás, é do mesmo partido que ele, reduziu a carga tributária desonerando as empresas de transporte, ou seja, o preço da passagem, a exemplo de diversas cidades, deveria cair! E não me venha com bilhete único, que é projeto pra cidade muito maior que Bragança. Precisamos de preço e serviço justos!

 

“NOSSO PARTIDO COMEÇOU ESSE MOVIMENTO”

Era tudo isso que o prefeito tinha a dizer em relação às manifestações no Brasil e, principalmente, em Bragança? Perdeu uma grande oportunidade de abraçar a causa. Poderia ter dito que é muito importante as pessoas estarem nas ruas cobrando seus direitos, mas que devem ter um pouco mais de paciência enquanto as coisas “se ajeitam”.  Mas não... Preferiu “desdenhar” das cobranças legítimas da população. Não é de hoje que o transporte público na Terra da Linguiça é um monopólio. E como prefeito ele pode, sim, fazer algo a respeito. Tanto ele quanto os vereadores. Dessa forma vai ficando claro quem continua de fato governando a cidade.

 

VAI FICAR PRA HISTÓRIA... E NÃO VAI PARAR POR AÍ

O que se viu na última sexta nas ruas de Bragança vai ficar pra história. Não foi simplesmente um movimento onde as pessoas foram às ruas. As pessoas estão tomando consciência de que quando o governo não faz, elas têm o poder para cobrar. E vão continuar cobrando! O momento em todo o Brasil está mostrando que chega de ficar em casa assistindo aos nossos direitos serem desrespeitados diariamente. A pauta agora, não só aqui, é o transporte público e os primeiros frutos já estão sendo colhidos. A hora é essa. Chega de monopólio, de exploração, chega de desrespeito ao cidadão bragantino.

 

NÃO É SÓ O TRÂNSITO QUE ESTÁ PARADO

Ah, se fosse só o trânsito que estivesse ficando parado em nossa cidade... Teríamos poucos problemas a serem resolvidos. Preste atenção, trabalhador, que deu duro o dia todo e acaba chegando mais tarde em casa por conta das manifestações, a culpa não é dos manifestantes. Por favor, tenha paciência, junte-se à causa. Imagine que os que estão nas ruas cobrando melhorias e parando o trânsito, ocupando os locais públicos, também trabalharam ou estudaram o dia todo e estão cansados, querem ir pra casa. Mas não vão, ainda não. Preferem usar o tempo que lhes sobra para descansar pra cobrar do poder público o que não está sendo cumprido. Nossa cidade está parada há anos, em diversos setores. Não é contra o governo do PT, nem a favor deste ou daquele político. É Por todos nós. E da próxima vez que o trânsito parar e você for chegar mais tarde em casa, buzine, grite, junte-se à multidão. Todos sairemos ganhando.

 

QUIQUE BROWN É CONTRA CAMPANHAS MILIONÁRIAS

Ainda sobre a última sessão, alguns pronunciamentos dos vereadores chamaram minha atenção. O vereador Quique, por exemplo, falando sobre a possível reforma política anunciada pela presidenta, disse apoiar a ideia e que as “campanhas milionárias têm mesmo que acabar”, principalmente a ligação dos políticos com empresários. Eu concordo, nobre vereador, mas não deixa de soar estranho, vindo de alguém que apoiou e apoia o prefeito que pra ser eleito fez uma campanha financiada por empresários e pra lá de milionária.

 

MÁRIO B. SILVA QUER GANHAR MAIS

Na contramão do movimento, o vereador Mário B. Silva disse que a Câmara precisa economizar e que o dinheiro não gasto, entre outras coisas, poderia ser usado pra aumentar o salário dos vereadores, já que ele acha que ganha pouco pelo que faz. Tem tanta coisa pra dizer sobre uma declaração dessas, mas vou me ater em apenas duas. Nobre vereador, o senhor já visitou a sala dos professores de uma escola, de um colégio, de uma universidade? Ali existem profissionais com mestrado, doutorado, pós-graduados... Estes, sim, ganham pouco pelo que fazem. O senhor, já visitou um hospital público? Ali existem médicos, enfermeiros, técnicos, pessoas que também estudaram e se prepararam muito pra estarem ali. Estes, sim, ganham pouco pelo que fazem e todos certamente trabalham mais que o senhor.

 

MANIFESTAÇÃO NA CÂMARA

Anote aí, caro leitor: terça, dia 02 de julho, 16h. Vamos nos manifestar na Câmara Municipal, cobrando do legislativo bragantino uma posição perante o monopólio e mau serviço prestado pela empresa de ônibus em nossa cidade. Também cobraremos a volta da sessão para um horário em que o povo possa acompanhar, não às quatro da tarde. Entre outras coisas e causas. Participe.

 

PRA FINALIZAR

“Os grandes espíritos sempre tiveram que lutar contra a oposição feroz de mentes medíocres.” (Einstein)

 

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player