O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Bragantino joga bem e vence o Guaratinguetá na reestreia do técnico Vágner Benazzi

O C. A. Bragantino jogou muito bem e conseguiu a reabilitação no Campeonato Brasileiro da Série B de 2013 ao vencer o Guaratinguetá por 2 a 0, em jogo disputado no Marcelão e válido pela terceira rodada do campeonato nacional. Na reestreia do técnico Vágner Benazzi, e com os primeiros três pontos conquistados no campeonato, o Massa Bruta deixou a lanterna da competição e pulou para a 14ª posição.

Na noite da próxima terça-feira, 4, o Braga entra em campo novamente para enfrentar o ABC-RN, às 21h50, no Estádio Frasqueirão, em Natal. 

 

PRIMEIRO TEMPO: GOL NO INÍCIO DÁ TRANQUILIDADE À EQUIPE

 

De técnico novo, o C. A. Bragantino entrou em campo nesse sábado, 1º, querendo a reabilitação no Brasileirão da Série B, depois de duas derrotas consecutivas. E, logo no início de jogo, abriu o placar. Bruninho recebeu de Leo Jaime e ficou cara a cara com Saulo, que fez excelente defesa. Mas o rebote sobrou nos pés de Lincom, que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo da rede. 1 a 0, Massa Bruta.

O Bragantino mostrou outra postura em campo no início da partida. O time estava ligado e atento e não dava espaço para o Guaratinguetá que estava assustado.

Aos oito minutos, o Braga ampliou o marcador. Diego Macedo cobrou escanteio com perfeição, o zagueiro Raphael Andrade subiu mais que todo mundo e cabeceou com firmeza. A bola explodiu no travessão e entrou. 2 a 0, Bragantino.

Aos 10 minutos, o Guaratinguetá chegou com perigo numa falta cobrada por Aclêisson, que obrigou o goleiro Rafael Defendi a fazer uma grande defesa para evitar o primeiro gol do Guará.

Aos 16 minutos, foi a vez de o Braga chegar com perigo ao gol de Saulo. Diego Macedo ganhou a dividida de Giovanni, invadiu a área, cortou Aclêisson, mas chutou para fora na saída de Saulo. Quase um golaço no Marcelão.

Aos 18 minutos, o lateral Diego Macedo aplicou dois chapéus no meio-campo e lançou para Leo Jaime, que chutou da entrada da área, mas pegou mal e Saulo fez defesa fácil.

O Guaratinguetá tentava chegar ao ataque, mas os passes errados prejudicavam o time visitante. O Braga era soberano em campo e não dava espaço para a equipe do Guaratinguetá.

Aos 28 minutos, o Bragantino chegou com perigo outra vez no gol de Saulo. Magno Cruz roubou a bola no meio-campo, driblou o zagueiro Leandro Ferreira e invadiu a área, porém, na hora da finalização, o atacante pegou mal e mandou a bola pela linha de fundo. Outra oportunidade desperdiçada pelo Massa Bruta.

Logo em seguida, o técnico Carlos Octávio fez a primeira substituição no Guará. Saiu Juninho para a entrada de Tiago Ulisses.

Aos 35 minutos, o goleiro Rafael Defendi fez boa defesa numa cabeceada do atacante Alex Afonso.

Aos 39 minutos, o zagueiro Raphael Andrade, machucado, deixou o campo. Em seu lugar entrou Guilherme Mattis. Três minutos mais tarde, Lincom recebeu passe de Leo Jaime, dominou, girou e chutou da entrada da área, mas o goleiro Saulo fez boa defesa e evitou o terceiro gol do Braga. Dois minutos depois, foi a vez de Leo Jaime invadir a área e soltar uma bomba de direita para outra grande defesa do goleiro Saulo.

Aos 46 minutos, o árbitro encerrou o primeiro tempo. O Bragantino foi muito superior ao adversário e desperdiçou inúmeras oportunidades que poderiam dar-lhe um placar elástico.

 

SEGUNDO TEMPO: BRAGA CONTINUA MELHOR E MERECE A VITÓRIA

 

O time do Guaratinguetá voltou para a segunda etapa com uma substituição. Saiu Allan Dias. Entrou Thiago Silvy. O Braga voltou com a mesma formação que terminou a primeira etapa.

Com a bola rolando, o Braga continuou superior e teve a primeira chance de gol a um minuto com Diego Macedo, que cobrou falta perigosa e obrigou o goleiro Saulo  a fazer grande defesa.

Aos oito minutos, o Braga teve outra chance com Diego Macedo, que perdeu um gol incrível embaixo da trave.

Aos 12, foi a vez de Leo Jaime puxar contra-ataque e tocar para Magno Cruz, que, na cara do goleiro Saulo, errou outro gol incrível. Aos 14 minutos, o zagueiro Guilherme Mattis caiu de cabeça no chão e foi substituído.

O zagueiro do Braga teve que ser levado para a Santa Casa com suspeita de traumatismo na clavícula.  O time diminuiu o ritmo e o jogo ficou muito truncado no meio-campo.

As duas equipes até que criavam boas chances de gols, mas pecavam nas finalizações. Aos 40 minutos, o árbitro mostrou o primeiro cartão amarelo do jogo para o jogador Danilo Sacramento, do Bragantino, e comunicou que daria seis minutos de acréscimos.

Aos 51 minutos, o árbitro encerrou a partida, que foi acompanhada por um público de 406 pagantes.

 

FICHA TÉCNICA

3ª RODADA DO 1º TURNO DO CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE B 2013

 

Local: Marcelão, em Bragança Paulista (SP)

Data: 1º de junho de 2013 (sábado)

Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP), que foi auxiliado por Bruno Salgado Rizo (SP) e Fábio Rogério Baesteiro (SP)

Quarto Árbitro: Antônio Rogério Batista do Prado (SP)

Renda: R$ 6.256,00

Público: 406 pagantes

 

BRAGANTINO - 2

Rafael Defendi; Diego Macedo, Raphael Andrade (Guilherme Mattis, depois Serginho), Álvaro, Kadu e Leo Jaime; Elias, Preto e Bruninho (Danilo Sacramento); Lincom e Magno Cruz

Técnico: Vágner Benazzi

Gols: Lincom, aos 34’/1T, e Raphael Andrade (de cabeça), aos 8’/1T

Cartões amarelos: Danilo Sacramento e Diego Macedo

 

GUARATINGUETÁ – 0

Saulo; Bruno Formigoni, Leandro Ferreira, Marquinhos e Renato Peixe; Aclêisson, Allan Dias (Thiago Silvy), Juninho (Tiago Ulisses) e Giovani; Alex Afonso e Jonatas Belusso (Moacir)

Técnico: Carlos Octávio

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player