O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Pesquisa eleitoral

Agora é época, o assunto da vez são as pesquisas... Muito bem, para quem não sabe, a pesquisa eleitoral é utilizada para conhecer a intenção de voto dos eleitores. Para fazê-la é necessário realizar entrevistas com cada indivíduo e o método de cotas é o mais utilizado pelos institutos que trabalham com o assunto. Geralmente, são divididas por bairros e regiões, depois por cotas, como sexo, idade, grau de escolaridade.

É importante definir que o número de pessoas pesquisadas seja proporcional ao número de habitantes. A pesquisa eleitoral é baseada em dados estatísticos e, por isso, apresenta margem de erro correspondente ao número da amostra. Não estipular as margens de erro é um do erros comuns durante o processo.

O resultado da pesquisa eleitoral sofre mudanças conforme o tempo. A opinião pública muda diversas vezes quando sofre influências e estímulos. Ela é dinâmica. Traz o diagnóstico daquele momento específico. Muitos acreditam que gera influência nos eleitores quando é divulgada na mídia.

Os partidos políticos têm interesse em realizar pesquisas, porque elas colaboram na hora de traçar estratégias partidárias durante as campanhas, como, por exemplo, definir o candidato do partido ou escrever discursos, montar peças publicitárias e mensurar a sua influência, após serem colocadas no ar ou corrigir as campanhas que não estão indo bem.

A pesquisa eleitoral pode também responder outras perguntas. Uma delas é descobrir quem estaria na frente em diversas situações, o número de votos indecisos e nulos, quem sofre rejeição. Elas não trazem um único significado, cada pesquisa mostra algo novo de acordo com a situação que você deseja conhecer.

As pesquisas eleitorais ou pesquisas políti-cas são a base para uma boa campanha eleitoral. Pensar em uma candidatura ou mesmo em administrar uma cidade, nos dias de hoje, sem a ajuda de pesquisa é praticamente impossível. São inúmeras as informações que podem ser extraídas desse tipo de material.

 

Falando em Pesquisa – Quem diria, hein?! O Ibope mostrou que, em Bragança Paulista, Frangini, com mais de sete pontos de diferença, lidera a pesquisa em primeiro lugar.

 

Falando Nisso – Aquele que se vangloriava de estar em primeiro, na primeira semana de campanha, caiu para quarto lugar e os outros dois estão praticamente empatados, longe do primeiro lugar. Isso é sinal de uma campanha bem organizada com marketing profissional e, é claro, o principal, um bom candidato!

 

Falando em Campanha – Tem candidato que já jogou a toalha e está à procura de novas aventuras em mares nunca antes navegados... Segura a onda aí, ô meu!

 

Falando em Abandono – E assim, abandonados na campanha, restam os coitados dos candidatos a vereador que ficaram órfãos, perdidos na multidão.

 

Falando em Perdidos – Tem candidato aí que já nem atende mais telefone, isso porque prometeu aquilo que prometeram para ele e não cumpriram, automaticamente, ele não está cumprindo nada com ninguém!  E assim... “Hasta la vista, baby!”

 

Falando em Eleições – E o tal de Facebook está bombando! Puxa-sacos de plantão que têm vergonha de dizer a que grupo pertencem ficam se escondendo atrás de perfis falsos para se manifestar contra alguns candidatos com baixarias e mentiras absurdas para tentar iludir o povo. Difícil, hein?!

 

Falando em Candidatos – Tem candidato a prefeito que, se continuar desse jeito, vai ter menos votos do que alguns candidatos a vereador...

 

Falando em Coordenação – Depois da tal pesquisa, tem coordenador de campanha que já está mudando de galho e outro que já nem atende mais telefone. Daqui a pouco muda de cidade.

 

Falando em ONG – Essa semana, mais uma vez, veio à tona o caso da ONG Viva a Vila. O vereador Mário B. Silva voltou a criticar as atitudes da entidade, quando o secretário de Cultura, Raul Lencini, era presidente. Na mesma semana, o secretário esclareceu que o Tribunal de Contas do Estado de São Paulo fez apenas apontamentos sobre a terceirização da mão de obra pela ONG, e não sobre a utilização dos repasses. E segue a novela...

 

Falando em Música – Eu quero tchu, eu quero tcha... (Deus me livre!)

 

Falando em Multas – Que beleza, hein, Atibaia?! Então quer dizer que funcionários da prefeitura, sejam eles de qualquer escalão, têm suas multas de veículo canceladas?! Isso mesmo, de acordo com o programa CQC da Band, esse fato foi descoberto e somente agora a prefeitura resolveu “investigar”. Ah, tá! Eles não sabiam... Até parece, né?!

 

Falando Nisso – A empresa que trabalha no sistema de multas de Atibaia é a mesma de Bragança. Vocês lembram do caso do funcionário Ânderson, que fez essa mesma denúncia na nossa cidade? Então, só que aqui a Prefeitura tomou a seguinte providência: exonerou o Ânderson e manteve a empresa. Uma vergonha! (Volta, Ânderson!)

 

Falando em Mensalão – O Lula deverá ir ao programa do Ratinho, pois irão fazer o exame de DNA para provar se é ele o pai do mensalão.

 

Falando em Funcionários Públicos – Vixi! Zebra, hein?! O prefeito Jango, notificou os professores da Rede Municipal de Ensino (aqueles que apresentaram certificados de cursos à distância e tiveram progressão relâmpago) para punições! Conforme comissão, foi verificado que, dos 679 processos analisados 483 foram considerados irregulares e as punições vão desde advertências até a devolução dos salários recebidos e inquérito civil. Que bucha!

 

É OURO! – Dragão Imperial – Grande noite a de sábado, 15 de setembro, quando houve a abertura da quadra de ensaios da Dragão Imperial. Depois de ressurgir das cinzas (cinco incêndios), a Dragão conseguiu ter sua casa levantada e hoje tem endereço. Agora é Castelo do Samba, a casa da Dragão Imperial. Parabéns!

 

É LATA! – Falando em novos tempos – Infelizmente, notícias que antes só víamos por televisão acontecendo em outras cidades já podemos ver estampadas em nossos jornais em Bragança. Primeiro foi a onda de incendiar ônibus e agora está consumado o fato de nossa cidade ter também a sua “favela”, pois nas imediações do Green Park o número de barracos de madeira vem crescendo dia após dia.

 

Falando Nisso – Onde está a fiscalização da Prefeitura? Onde está a Secretaria de Assistência Social, onde está a Secretaria de Meio Ambiente? E depois vem o candidato do PSDB falar em plano de governo sobre moradia popular... Que coisa, hein?!

 

Frase – “Errar é humano, permanecer no erro é reeleição.”

 

Reflexão da Semana – Esse horário eleitoral gratuito é legal. Todo mundo é honesto, pensa nos outros, gosta de crianças, gosta de animais, cuida do meio ambiente... Igualzinho no Facebook.

.

Piada – A Professora pergunta ao Renan:

— Renan, me dê três fatos que comprovem que a Terra é redonda!

Ele responde:

— Meu pai diz que é, o livro diz que é... E a senhora também!

Até a semana que vem!

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player