O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Cinco empresas se apresentam para licitação de escola no Henedina Cortez

Matéria publicada na edição de 27 de junho de 2018

 

No dia 21, última quinta-feira, foi realizada sessão de abertura da Concorrência Pública 06/2018, cujo objetivo é contratar empresa especializada para a construção de escola modelo FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) no Conjunto Habitacional Henedina Cortez. Cinco empresas se apresentaram para a licitação.

Conforme a ata da reunião, manifestaram interesse de participar da concorrência as empresas: Cem Dez Construções Ltda. – EPP; Construtora & Incorporadora Zanini Sjcampos Ltda.; Damo Engenharia e Construções Ltda.; Frazão Construções Eireli - EPP; e Repecol Construções Metálicas Ltda. – EPP.

Durante a análise de documentos, porém, a empresa Frazão Construções Eireli – EPP foi inabilitada por não ter apresentado atestado de capacidade operacional para o item 6.4.04 “a2” que se refere ao item 7.1.2.1- 2º do Termo de Referência.

Dessa forma, apenas as propostas financeiras das demais concorrentes foram abertas: Cem Dez Construções Ltda. – EPP; R$ 3.792.288,41; Repecol Construções Metálicas Ltda. - EPP - R$ 3.833.628,42; Damo Engenharia e Construções Ltda.; R$ 4.199.000,00; e Construtora e Incorporadora Zanini Sjcampos Ltda. – R$ 4.209.455,59.

A melhor proposta foi, então, da empresa Cem Dez, que deve iniciar os trabalhos tão logo o processo licitatório seja homologado e a ordem de serviço assinada.

A unidade deverá ser a maior escola municipal da cidade, com 12 salas de aula, capacidade de atendimento de até 780 alunos, em dois turnos (matutino e vespertino), e 390 alunos em período integral. De acordo com a Prefeitura, a proposta básica refere-se a uma edificação simples e racionalizada, atendendo aos critérios básicos para o funcionamento das atividades de ensino e aprendizagem. O conjunto da edificação será formado por oito blocos distintos, com biblioteca, auditório, informática, laboratório, cozinha, pátio aberto, salas de aula, sanitários, vestiário e quadra coberta.

A construção deverá seguir modelo do FNDE. A obra estava estimada em R$ 4.139.378,32. A escola será construída na Rua Gentil de Matos, na esquina com a Rua Júlio Menin, num terreno que por 20 anos ficou praticamente sem uso no bairro.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player