Ferroviários Atlético Clube: 70 anos de muitas conquistas e glórias

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Ferroviários Atlético Clube: 70 anos de muitas conquistas e glórias

Matéria publicada na edição de 2 de junho de 2018

 

O Ferroviários Atlético Clube, maior vencedor de títulos amador de Bragança Paulista e uma das agremiações mais tradicionais do interior do estado de São Paulo, completou, nessa sexta-feira, 1º de junho, 70 anos de fundação com muitas conquistas e glórias para a alegria de seus fanáticos e exigentes torcedores.

Ao longo dessas sete décadas, o FAC, como é carinhosamente chamado, conquistou inúmeros títulos, muitos deles importantes, além de desenvolver um trabalho de gestão e formação de atletas nas categorias de base, exemplo para outras equipes. Das categorias de base do clube surgiram para o futebol vários atletas que se tornaram profissionais, alguns deles famosos, como o meio-campista Pintando, campeão do mundo pelo São Paulo, e o lateral Nei, que defendeu por vários anos o Internacional de Porto Alegre e o Vasco da Gama, entre outras equipes.

O clube tem como presidente Alexandre Brochetta, filho do saudoso João Brochetta.

O clube foi fundado no dia 1º de junho de 1948 por ferroviários, no Bairro do Taboão, e é o único no Brasil a nascer e viver no plural, Ferroviários.

PRIMEIRO TÍTULO EM 1949

Em seu primeiro campeonato disputado, o Ferroviários conquistou o título de campeão Varzeano de 1949, organizado pela S.C.F.A. (Sub-Comissão Municipal de Futebol e Atletismo). Nessa época, ainda não existia a Liga Bragantina de Futebol (LBF).

Antes, porém, em março de 1949, o FAC já tinha conquistado a “Taça Dicopo” contra o Combinado Nacional, de Campo Limpo Paulista. Era o início de grandes conquistas da equipe grená, que começou a ser aclamada pela imprensa esportiva de Bragança como “o mais popular”.

EM 1955 SAGROU-SE CAMPEÃO DO INTERIOR

Em 1955, o clube foi campeão Amador do Interior Setor 8, Zona 2 (FPF), e, posteriormente, disputou o Torneio dos Campeões contra o Expedicionários, de Franco da Rocha, o Vigorelli, de Jundiaí, e o Itatiba E. C., marcando época também no futebol amador do Estado.

FAC É O MAIOR VENCEDOR DE TÍTULOS DO CAMPEONATO AMADOR DE BRAGANÇA

O Ferroviários é o clube com mais títulos conquistados no amador em Bragança, sendo 16 no total. A última conquista foi alcançada recentemente, no domingo passado, quando venceu o Cruzeiro nas cobranças de penalidades máximas por 5 a 4.

O clube do Taboão foi campeão nos seguintes anos: 1949, 1952, 1954 (campeão do IV Centenário invicto), 1955, 1957, 1959, 1960, 1961 (tricampeão), 1981, 1987, 1990, 2011, 2013, 2016, 2017 e 2018 (tricampeão novamente).

ALEXANDRE BROCHETTA É O PRESIDENTE DA

CONQUISTA DA “TRÍPLICE COROA”

Os anos de 2013 e 2014 foram de ouro para o Ferroviários, que tinha na presidência o vitorioso e pé quente Alexandre Brochetta. Em 2013, o clube conquistou, pela primeira vez, o Campeonato Amador do Estado, organizado pela Federão Paulista de Futebol (FPF). No ano seguinte, em 2014, o FAC teve a façanha de conquistar a “Tríplice Coroa”, com a conquista do bicampeonato do Amador do Estado, com o título inédito do Campeonato Sul Brasileiro de Futebol Amador e também a conquista inédita do Campeonato Amador de Seleções de Ligas do Estado de São Paulo, representando a Liga Bragantina de Futebol (LBF). Neste ano, o Amadorzão de Bragança não foi realizado por problemas políticos. 

Com essas três conquistas, a Locomotiva Avinhada se tornou a única equipe do interior do estado de São Paulo a conquistar a “Tríplice Coroa”, na categoria Amador, e também é o único clube do interior de São Paulo a ter conquistado o tricampeonato Amador do Estado de São Paulo em 2013, 2014 e 2016. 

FERROVIÁRIOS É O ATUAL TRICAMPEÃO DO AMADOR DE BRAGANÇA

Neste ano de 2018, o Ferroviários conquistou o tricampeonato Amador de Bragança, de forma invicta, chegando ao 16º título e consolidando-se como o maior vencedor de títulos do futebol amador da cidade.

Alexandre Brochetta também entra para a história do clube como o presidente que ajudou a conquistar a “Tríplice Coroa” em 2014 e o tricampeonato amador de Bragança neste ano, fato este que havia acontecido somente nos anos de 1959, 1960 e 1961.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player