O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Para representante da Unimed, atendimento aos usuários está normal

Matéria publicada na edição de 16 de maio de 2018

 

Na última segunda-feira, 14, a Comissão de Educação e Cultura, Esporte, Saúde, Saneamento e Assistência Social da Câmara Municipal realizou uma sessão extraordinária para tratar dos problemas no atendimento prestado pela Unimed Estâncias Paulistas no município. Desde o dia 7, a empresa deixou de prestar atendimento presencial aos usuários, conforme comunicado publicado em seu site.

Para essa reunião, era esperada a presença do médico José Jozefran Berto Freire como representante da Unimed na cidade. Porém, ele não compareceu.

Os integrantes da comissão, Natanael Ananias, José Gabriel Cintra Gonçalves, Antônio Bugalu e Rita Leme, bem como os vereadores Beth Chedid, Ditinho Bueno e Fabiana Alessandri acompanharam a reunião e ouviram relatos de usuários do plano de saúde.

Após solicitarem o apoio do diretor do Departamento Jurídico da Câmara, Romeu Pinori Taffuri Júnior, para saber quais os melhores encaminhamentos a serem tomados, os vereadores optaram pela elaboração de um requerimento que será enviado à ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), órgão responsável pela fiscalização dos convênios de saúde.

Além disso, eles se comprometeram a buscar apoio de deputados estaduais e federais na tentativa de resolver a questão, bem como manter informado o Ministério Público.

O Jornal Em Dia entrou em contato com o médico José Jozefran Berto Freire, nessa terça-feira, 15, e ele declarou que aguarda que o governo emita a carta de portabilidade, determinada há cerca de um mês, para então divulgar uma declaração.

Questionado sobre a suspensão do atendimento presencial e qual orientação a ser dada aos usuários, ele disse que apenas um determinado setor não está funcionando, e segue atendendo apenas de forma eletrônica, via e-mail, mas que o plano continua atendendo normalmente, no mesmo lugar.

Alguns usuários relataram que do dia 7 para cá procuraram por atendimento no pronto-socorro da Unimed e foram atendidos, contudo, apenas consultas estão sendo feitas no local. Segundo eles, exames e outros procedimentos simples, como inalação, não são disponibilizados, sendo os pacientes orientados a fazê-los em casa ou em laboratórios credenciados, conforme o caso.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player