O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Vereadores definem coruja-buraqueira como ave símbolo do município

Matéria publicada na edição de 31 de março de 2018

 

Na tarde da última terça-feira, 27, a Câmara Municipal de Bragança Paulista realizou a 8ª Sessão Ordinária do ano, ocasião em que vários vereadores se manifestaram sobre diversos assuntos. A reunião também contou com a aprovação das propostas em pauta.

No momento dedicado à Tribuna Livre, a vice-presidente da Amadas (Associação de Mães e Pais de Autistas), Clélia de Oliveira Santos, falou, a convite da vereadora Fabiana Alessandri. Na oportunidade, Clélia solicitou o apoio dos vereadores para a humanização e inclusão dos autistas no município.

“O autismo ainda é um mistério para a medicina, nada é real e concreto, e a cada dia aumenta mais o número de casos no mundo. Precisamos nos preparar para recebê-los com humanidade. Peço a atuação dos vereadores na fiscalização da atenção prestada pela Prefeitura e secretarias municipais aos autistas, mas também o apoio para que o Executivo estabeleça convênio com entidade que presta atendimento clínico especializado, assim os portadores do transtorno do espectro autista terão chances de evoluir”, pediu Clélia.

Durante a votação dos projetos, o vereador Basílio Zecchini Filho, autor da proposta que estabelece a coruja-buraqueira (Athene Cunicularia) como a ave símbolo de Bragança Paulista, disse: “Na votação em primeiro turno, justifiquei a importância da proposta, como iniciativa de fomento ao turismo de observação de aves urbanas. Peço o apoio dos colegas vereadores na votação da matéria, que teve origem nas pesquisas e eleições promovidas pelo Coletivo Socioambiental Bragança Mais”.

A aprovação em segundo turno foi unânime.

Também foram aprovadas duas propostas de autoria da vereadora Rita Leme: o Projeto de Lei 02/18, que altera a Lei 3.585/03, definindo a primeira semana de junho para a realização de campanhas de prevenção de acidentes domésticos; e a Moção 04/2018, que pede ao Executivo a realização de campanhas educativas sobre o descarte de lixo doméstico.

Durante a manifestação de vereadores, alguns alertas e cobranças foram feitos à Administração Jesus/Amauri.

O vereador Mário B. Silva cobrou empenho do secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Cristhian Conte Lima. “O deputado Paulinho da Força veio a Bragança Paulista no último ano, assinou uma série de emendas para a construção do Mercado Municipal da Zona Norte e até o momento não chegou qualquer recurso aos cofres do município, porque faltou o envio de documentos que são necessários para a liberação das verbas”, disse Mário.

Quique Brown subiu à Tribuna para alertar a Administração sobre os débitos de ISSQN (Imposto de Serviço de Qualquer Natureza) devidos pelo Grupo HJR, organizadora da Festa do Peão de 2017, referentes à arrecadação do evento. “A empresa não pagou o imposto da bilheteria até hoje. O grupo está participando da festa deste ano e a Prefeitura precisa fazer algum entendimento para receber os valores devidos”, apontou o vereador.

Outro alerta feito ao Executivo foi sobre a utilização irregular de vagas destinadas para pessoas com mobilidade reduzida, assunto tratado pelo vereador José Gabriel Cintra Gonçalves. “Estive no centro da cidade e observei que o número de carros ocupando as vagas reservadas para idosos e deficientes é grande. Os fiscais devem estar atentos para garantir que o idoso ou a pessoa com deficiência consiga estacionar o automóvel no local indicado”, justificou. O vereador também cobrou agilidade do Executivo para a emissão de alvarás e habite-se, e argumentou que a espera de até seis meses causa prejuízos à economia e desenvolvimento do município. Marco Antônio Marcolino fez coro ao pedido e propôs a realização de um mutirão para a rápida emissão dos documentos.

E dentre os pedidos feitos pelos edis, Antônio Bugalu solicitou o serviço de limpeza no entorno do prédio da Unidade de Estratégia de Saúde da Família Madre Paulina, no Jardim Fraternidade. “O posto de saúde é encostado ao Ciles Fraternidade e está cheio de mato, com risco dos moradores irem em busca de medicamento e serem picados por cobras e escorpiões”, comentou. Bugalu também pediu a limpeza nos Ciles do Jardim Morumbi e Jardim Novo Mundo e solicitou melhorias nas ruas Rondônia, no Parque dos Estados, Gentil Pignani, no Jardim Vista Alegre, bem como na iluminação pública do entorno da Fatec (Faculdade de Tecnologia).

PRÓXIMA SESSÃO

A Câmara Municipal de Bragança Paulista realiza a 9ª Sessão Ordinária do ano na próxima terça-feira, 3, às 16h, no Plenário da Casa. Não há projetos ou moções em pauta para votação.

A sessão pode ser acompanhada presencialmente, pela internet, no endereço: http://www.camarabp.sp.gov.br, e pela TV Alesp (operadora NET).

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player