O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

IRMÃOS!

Por Ana Raquel Fernandes

 

Ontem, em uma de minhas andanças pelo facebook, me deparei com um postagem suficientemente horrenda para gerar o texto dessa semana.

Tratava-se da foto de dois irmãos, o garotinho tentava proteger com seu próprio corpo a irmãzinha, durante um bombardeio na Síria.

A cena é horrenda e ao mesmo tempo forte, afinal, o que pode, mesmo que determinado a proteger sua irmã, um garoto contra milhões de bombas?

Mas sabem, a beleza dessa imagem, se é que podemos encontrar alguma, é justamente essa: O amor desconhece limites, ele não se impõe limitações. O amor vai e faz. O amor entrega-se a bombas para proteger o ser amado. O amor é capaz de agigantar um pequeno garotinho sírio diante da ameaça horrenda da guerra.

E não foi isso mesmo que o pobre nazareno nos ensinou? A nos amarmos como irmãos que verdadeiramente somos?

Irmãos defendem uns aos outros. Podem até brigar, se ofender mutuamente, mas se outra pessoa o fizer, ah... Eles se defendem!

E é com pesar que constato que temos feito exatamente o contrário. Feito crianças teimosas, temos nos negado a obedecer ao Pai. Filhos briguentos, indisciplinados, irmãos que se odeiam e se matam. Caim e Abel, numa guerra sem fim por poder e sangue.

Há gente morrendo na Síria. Há crianças morrendo na Síria.

E se por acaso, você irá orar hoje pela recuperação do Neymar, assistido pelos melhores médicos do mundo, por favor, lembre-se de orar também pela Síria. Ore também para que nos tornemos irmãos melhores, espelhando-nos no modelo do corajoso garotinho sírio.

Ore para que o anjo que se acampa ao redor daqueles irmãozinhos sírios, formando com eles um escudo, blindando a maldade humana, não os deixe um segundo sequer.

Ore para que o amor, já tão frio no coração dos homens, não se extingua de vez, antes, torne-se tão puro e forte quanto aquele que motivou o irmãozinho sírio a fazer-se de escudo vivo para a frágil irmãzinha.

Ore para que Ele tenha piedade de nós...

 

Ana Raquel Fernandes é professora de Língua Portuguesa, subversiva. Críticas e sugestões para: sub-ver-siva@hotmail.com

 

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player