O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Consam altera nome para Consana e vai pedir à Sabesp proposta final no prazo de 15 dias

Matéria publicada na edição de 3 de março de 2018

 

Na tarde de quinta-feira, 1º, foi realizada na Prefeitura de Bragança Paulista uma assembleia geral do Consórcio Intermunicipal formado para tratar da questão do saneamento básico de Bragança Paulista, Joanópolis, Bom Jesus dos Perdões, Monte Alegre do Sul, Nazaré Paulista, Pinhalzinho, Piracaia, Socorro e Vargem.

Até então, o órgão era denominado Consam (Consórcio Público Intermunicipal Águas da Mantiqueira), mas há algum tempo constatou-se a necessidade de alterar esse nome, devido a existência de outro consórcio com denominação semelhante, Consórcio Intermunicipal Mantiqueira, na mesma comarca.

Nessa quinta-feira, o prefeito Jesus Chedid, presidente do consórcio, comandou a reunião com os demais prefeitos e representantes dos nove municípios consorciados. Ficou definido entre eles que o consórcio passará a se chamar Consana (Consórcio de Saneamento Nossa Água).

O próximo passo agora será o registro do novo nome nos órgãos competentes para que produza os efeitos legais e jurídicos.

O encontro também serviu para que os membros decidissem oficializar a Companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo (Sabesp) para que ela apresente uma proposta final e conclusiva para a renovação do contrato com todos os municípios envolvidos, no prazo de 15 dias, inclusive para as cidades de Bom Jesus dos Perdões e Monte Alegre do Sul, que não são servidas por ela.

Outra decisão foi que o consórcio vai elaborar um chamamento público para as empresas interessadas na prestação do serviço.

O objetivo principal do órgão é buscar soluções para os problemas enfrentados pelos municípios integrantes com relação ao saneamento básico e infraestrutura de abastecimento de água potável, manejo de água pluvial, coleta e tratamento de esgoto, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos por meio da realização de audiências, tratando da problemática em conjunto, com força regional.

O grupo acredita que o consórcio possibilitará, ainda, a implementação de políticas públicas comprometidas com o processo de desenvolvimento socioeconômico e ambiental, saneamento básico em água esgoto e, em conjunto, fazer valer a importância da região como grande produtora de água.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player