O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Administração segue tentando recursos para obras de macrodrenagem

Matéria publicada na edição de 28 de fevereiro de 2018

 

A Administração Jesus/Amauri informou, nessa semana, que segue tentando obter recursos junto ao governo federal para a realização de obras de macrodrenagem no município.

Recentemente, o secretário municipal de Obras, Antônio Paulo Armando, e o chefe da Divisão de Obras Públicas, Luiz Roberto Lisa Sanchez, viajaram até Brasília, onde foram recebidos pelo diretor de Financiamentos de Projetos de Saneamento do Ministério das Cidades, Sérgio Wippel. Na oportunidade, estudaram uma linha de crédito para financiamento de obras públicas direcionadas ao saneamento e drenagem.

Conforme as informações divulgadas, em breve, deverá ser aberta uma seleção pública para que municípios e estados pleiteiem recursos para investimento em sistemas de drenagem urbana, entre outros serviços. A previsão é que as inscrições sejam abertas entre o final de março e o início de abril.

A Prefeitura de Bragança Paulista calcula que precise de R$ 30 milhões para realizar as obras de macrodrenagem a fim de resolver os problemas do município com as enchentes. Seriam construídas bacias de amortecimento, um canal seco, feito o rebaixo de tubulações, limpeza de córregos e contenção das margens dos córregos.

As bacias de amortecimento seriam implantadas na altura da Rua Luigi Picarelli, do Lago do Orfeu e da Avenida Europa e teriam capacidade para reter 30 minutos de chuva intensa (60 mil metros cúbicos).

O canal seco seria construído na altura do Jardim Califórnia com a função de amortecer e diminuir o fluxo de água que vai para o Lavapés.

A contenção das margens dos córregos seria feita em 6,8 km de extensão.

A  Administração ressaltou que são obras que atravessariam a cidade, com cerca de 13 quilômetros de intervenção e canalização até o Rio Jaguari, com piscinões, a fim de fazer o escoamento gradual da água.

Caso essa linha de crédito seja mesmo lançada pelo governo federal e Bragança Paulista consiga o financiamento, é possível que a liberação dos recursos aconteça até 2019.

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player