O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Necessidade de análise de documentos suspende licitação para o monitoramento do trânsito

Matéria publicada na edição de 7 de fevereiro de 2018

 

Na manhã de segunda-feira, 5, foi realizada a sessão de abertura da licitação que a Prefeitura de Bragança Paulista está realizando para a contratação de empresa especializada na prestação de serviços de fiscalização eletrônica e monitoramento de trânsito no sistema viário do município.

Quatro empresas se apresentaram para participar: Tecddet Tecnologia em Detecções Com. Imp. Exp. Ltda., que atualmente presta o serviço na cidade; Pró Sinalização Monitoramento Ltda.; Splice Indústria e Comércio e Serviços Ltda.; e Mobit Mobilidade, Iluminação e Tecnologia Ltda.

Acompanharam a reunião o representante da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, José Armando de Oliveira, o secretário de Mobilidade Urbana, Manoel Marcos Botelho, e o secretário de Segurança e Defesa Civil, Dori-val Francisco Bertin, além dos membros da Comissão Permanente de Licitações.

Durante a análise dos documentos de habilitação das empresas, o representante da Tecdet fez algumas considerações. Ele apontou “Divergência entre resposta realizada pela Secretaria de Mobilidade Urbana sobre a desconsideração do item 15 ‘sistema de controle de tráfego de caminhões’”. Segundo ele, “Ocorre que o item 5 da planilha do anexo II (proposta) é o equipamento descrito no item 15 do termo de referência. Com isso, houve modificação do edital, ao desconsiderar o item da planilha de proposta de preço”.

Além disso, o licitante também ressaltou que “A empresa Pró Monitoramento não atendeu o item 4 alínea A2 do edital em não apresentar somatória de atestado de equipamentos com OCR, sendo apresentado somente 9 equipamentos no total, devendo na realidade apresentar 18+15 faixas”.

Diante disso, a Comissão de Licitações decidiu suspender a concorrência a fim de analisar os documentos e informar, oportunamente, a decisão sobre habilitação ou não das empresas, bem como quando se dará a retomada do processo licitatório.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player