O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Prefeito diz que intenção é garantir participação nos lucros da Sabesp em novo contrato

Matéria publicada na edição de 3 de fevereiro de 2018

Nessa semana, o prefeito Jesus Chedid comentou como está a negociação com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do estado de São Paulo) para a assinatura de um novo contrato na área de saneamento básico.

Jesus disse que a Sabesp mudou sua postura e tem procurado a Prefeitura frequentemente. “Mas ela sabe que não vamos fazer o contrato de qualquer forma. O consórcio assustou a Sabesp”, disse o prefeito, referindo-se ao Consam (Consórcio Público Intermunicipal Águas da Mantiqueira).

O consórcio é composto pelos municípios de Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Joanópolis, Monte Alegre do Sul, Nazaré Paulista, Pinhalzinho, Piracaia, Socorro e Vargem.

Apesar de ter sido formado em julho de 2017, até agora, o Consam não foi formalizado. Na última quarta-feira, 31, o secretário Especial de Gabinete, Jocimar Bueno do Prado, explicou que o cartório informou que não é possível registrar o consórcio com o nome escolhido porque já há outro consórcio com nome similar.

Diante disso, os representantes dos municípios envolvidos devem se reunir para decidir o que fazer. Uma das possibilidades é escolher outro nome para o consórcio.

O prefeito Jesus Chedid também contou que a Sabesp tem procurado as outras cidades que integram o Consam, na tentativa de furar o consórcio, mas não tem obtido êxito. “Queremos participação nos lucros da Sabesp, um percentual que garanta investimentos durante todo o contrato”, disse o prefeito.

O contrato entre Bragança e a Sabesp está vencido há cerca de oito anos.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player