O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Comparação com municípios da região mostra que Bragança é a segunda que menos empregou neste ano

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), criado pelo governo federal, por meio de uma lei de 1965, instituiu o registro permanente de admissões e dispensas de empregados, sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Os dados servem como base para a elaboração de estudos, pesquisas, projetos e programas ligados ao mercado de trabalho, ao mesmo tempo em que subsidiam a tomada de decisões para ações governamentais.

O CAGED também é usado pelo Programa de Seguro Desemprego, para conferir os dados referentes aos vínculos trabalhistas, além de outros programas sociais.

Por meio do site http://www.mte.gov.br/pdet/index.asp, clicando no ícone Consultas, do lado esquerdo da tela, e depois em “Evolução do Emprego do CAGED”, é possível consultar dados específicos por estado, principais regiões metropolitanas e municípios com mais de 10 mil habitantes para o estado de São Paulo e 30 mil habitantes para os demais estados conforme o último censo realizado.

Analisando as informações referentes a Bragança Paulista, nota-se que de janeiro a julho deste ano foram gerados 235 empregos formais.

O saldo do CAGED no mês de julho, na cidade, é de 37, levando em conta as 1.423 admissões e 1.386 demissões.

Os dados mostram que o setor de serviços foi o que mais empregou no mês passado. Foram 464 admissões contra 398 demissões, resultando em 66 novos empregos formais.

O saldo positivo na criação de empregos formais foi observado em quatro categorias: comércio, administração pública e agropecuária, além de serviços.

No comércio, foram registrados 489 novos empregos e 460 demissões, gerando saldo positivo de 29.

Na administração pública, foram 53 demissões e 65 contratações formais.

Já na agropecuária, o saldo positivo é de apenas um emprego, com 35 admissões e 34 demissões.

O setor de indústria de transformação, que vinha apresentando saldo negativo desde março deste ano e teve uma leve recuperação em junho, caiu novamente em julho. Foram 280 admissões e 320 demissões.

Na área da construção civil, nova queda pôde ser observada, a exemplo do que já ocorreu nos meses de maio e junho. Foram feitas 73 admissões, mas 98 demissões.

Setores que também tiveram desempenho negativo na geração de empregos formais em julho deste ano foram a extrativa mineral e o serviço industrial de utilidade pública, com saldo -4 e -2, respectivamente.

Levando em conta o desempenho de algumas cidades da região, como Atibaia, Amparo, Itatiba e Jundiaí, de janeiro a julho deste ano, observa-se que Bragança foi a que gerou menos empregos formais. Só não perdeu para Atibaia, que teve saldo negativo de 215 registros.

A comparação não pôde ser realizada com o município de Extrema-MG, conhecido por agregar muitas indústrias, criando grande número de empregos, porque não há dados dessa cidade no CAGED.

Vale informar que, conforme o Censo de 2010, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Bragança tem 146.744 habitantes; Atibaia, 126.603; Amparo, 65.829; Itatiba, 101.471; e Jundiaí, 370.126 habitantes.

Acompanhe nas tabelas a seguir o desempenho do mercado formal de empregos em Bragança e alguns municípios próximos, de janeiro a julho deste ano:

Bragança Paulista
Total de admissões Total de demissões Saldo
Janeiro 1.541 1.606 -65
Fevereiro 1.693 1.663 30
Março 1.538 1.443 95
Abril 1.434 1.384 50
Maio 1.392 1.340 52
Junho 1.440 1.404 36
Julho 1.423 1.386 37
TOTAL 10.461 10.226 235
Atibaia Amparo
Total de admissões Total de demissões Saldo Total de admissões Total de demissões Saldo
Janeiro 1.640 1.764 -124   Janeiro 809 856 -47
Fevereiro 1.703 1.731 -28   Fevereiro 1.046 838 208
Março 1.892 2.238 -346   Março 1.059 995 64
Abril 2.029 1.562 467   Abril 929 798 131
Maio 2.065 1.762 303   Maio 938 818 120
Junho 1.691 1.747 -56   Junho 832 737 95
Julho 1.593 2.024 -431   Julho 932 782 150
TOTAL 12.613 12.828 -215   TOTAL 6.545 5.824 721
Itatiba Jundiaí
Total de admissões Total de demissões Saldo Total de admissões Total de demissões Saldo
Janeiro 1.857 1.656 201   Janeiro 7.854 7.479 375
Fevereiro 1.862 1.551 311   Fevereiro 7.672 7.313 359
Março 1.803 1.807 -4   Março 9.747 8.026 1.721
Abril 2.057 1.505 552   Abril 8.745 7.318 1.427
Maio 1.764 1.799 -35   Maio 8.062 7.882 180
Junho 1.412 1.660 -248   Junho 7.840 7.796 44
Julho 1.667 1.436 231   Julho 7.961 6.850 1.111
TOTAL 12.422 11.414 1.008   TOTAL 57.881 52.664 5.217

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player