O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Semads divulga resultado preliminar de avaliação de planos de trabalho de organizações da sociedade civil

Matéria publicada na edição de 28 de novembro de 2017

 

A Imprensa Oficial da última sexta-feira, 24, publicou o resultado preliminar da classificação e seleção dos planos de trabalho apresentados pelas organizações da sociedade civil (OSC) que apresentaram propostas visando à celebração de parcerias em regime de mútua colaboração para a execução dos serviços relacionados nos editais de chamamento nº 10, 11, 12, 13 e 14 de 2017.

Conforme os dados divulgados, o chamamento 14, referente ao Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para Crianças e Adolescentes, não recebeu propostas.

Quanto ao chamamento 10, referente ao Serviço de Acolhimento Institucional para crianças e adolescentes, na modalidade Acolhimento Institucional, foram classificadas a Casa da Bênção e o Sama (Serviço Assistencial de Acolhimento Institucional). A Comenor (Associação Companheiro do Menor) teve sua proposta desclassificada por não atender alguns itens do edital.

O chamamento 11, que abrange o Serviço de Proteção Social Especial de Alta Complexidade de Acolhimento para Idoso, na modalidade Acolhimento Institucional de Longa Permanência, não teve propostas classificadas. Tanto a Vila São Vicente de Paulo de Bragança Paulista como o Asilo de Mendicidade São Vicente de Paulo deixaram de atender itens do edital.

A Associação Educacional, Cultural e de Integração Social de Bragança Paulista foi classificada para o chamamento 12, que diz respeito ao Serviço de Proteção Social Especial de Alta Complexidade de Acolhimento para pessoas com Deficiência, na modalidade Residência Inclusiva.

E no chamamento 13, referente ao Serviço de Proteção Social Especial de Média Complexidade para pessoas com Deficiência e suas Famílias, na modalidade Cento DiaPcD, a proposta da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Bragança Paulista também não atendeu integralmente o edital e, por isso, foi desclassificada.

De acordo com a publicação, assinada pela secretária municipal de Ação e Desenvolvimento Social, Margarete da Silva Gonçalves Alvarenga, as Organizações da Sociedade Civil ainda poderão interpor recurso ao resultado de classificação dos Planos de Trabalho. Para isso, deverão encaminhar documento subscrito pelo seu representante legal à Semads (Secretaria Municipal de Ação e Desenvolvimento Social), protocolando o recurso no prazo de três dias úteis contados da publicação do resultado, ou seja, até a próxima quarta-feira, 29.

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player