O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Mês de prevenção ao suicídio contará com debate na Câmara

Matéria publicada na edição de 10 de setembro de 2017

 

Câmara debate o tema nesta segunda-feira

 

Desde 2014, o mês de setembro é dedicado à prevenção ao suicídio. A campanha Setembro Amarelo acontece em todo o mundo, com uma ênfase especial no dia 10, considerado o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio.

Em Bragança Paulista, por iniciativa do vereador Antônio Bugalu, foi criada a Semana Municipal de Valorização da Vida e Prevenção ao Suicídio. Assim, nesta segunda-feira, 11, a partir das 16h, haverá um bate-papo sobre o assunto, na Câmara Municipal.

Participam da troca de experiências a médica psiquiatra residente do Hospital Dia, Luíza Marques de Oliveira; a terapeuta ocupacional Andreia Teixeira; o psicólogo Maruan Moufid Doher; e o ex-policial e ex-vereador Jorge Luís Martin.

“Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o suicídio é uma das maiores causas de morte no mundo, principalmente entre a população jovem, o que, evidentemente, o torna um problema de saúde pública. Com este bate-papo, queremos conscientizar a população sobre o assunto”, explicou o vereador Bugalu, que convida toda a população a participar.

SAIBA MAIS

De acordo com o Mapa da Violência de 2014 (levantamento mais recente), a taxa de suicídios perde apenas para a de homicídios e acidentes de trânsito entre as mortes por fatores externos. Segundo a pesquisa, houve uma alta de 15,3% entre mortes de jovens e adolescentes no Brasil, entre 2002 e 2012 (período em que os dados foram colhidos).

Ainda conforme o Mapa da Violência, o suicídio é predominante no sexo masculino, com exceção da Índia e China. O aumento das taxas no Brasil tem sido registrado em todas as faixas etárias, sendo a de idosos com o maior número: oito mortes para cada 100 mil habitantes.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é o 8º país com mais mortes por suicídio. Em 2012, foram registradas 11.821 mortes, sendo 9.198 homens e 2.623 mulheres.

 

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player