O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Vereadores cobram providências para problemas da cidade em sessão

Matéria publicada na edição de 27 de julho de 2017

A Câmara Municipal de Bragança Paulista realizou, na terça-feira, 25, nova sessão ordinária. Na ocasião, todos os projetos em pauta foram aprovados por unanimidade e os vereadores voltaram a cobrar da Administração a solução para alguns problemas antigos, bem como elogiaram e agradeceram por serviços já realizados.

Foram votados projetos sobre a inclusão no calendário do município do Dia do Aventureiro, a instituição do Prêmio Professor Nota Dez e a criação do Dia Municipal de Conscientização e Combate da Violência contra a Pessoa Idosa, além do Projeto de Lei Complementar 07/17, de autoria do Executivo, que dispõe sobre a transferência da Resolo (Divisão de Regularização de Parcelamentos do Solo) para a subordinação da Secretaria Municipal de Planejamento.

Em seguida, os vereadores se manifestaram sobre diversos assuntos.

A vereadora Fabiana Alessandri pediu uma solução definitiva para o trânsito do Jardim Califórnia, ressaltando que o secretário de Mobilidade Urbana analise a alternativa mais viável.

João Carlos Carvalho falou sobre a área de esporte, contando que o bom desempenho de Bragança nos Jogos Regionais fez com que o município se classificasse para os Jogos Abertos, competição em que vai concorrer em oito modalidades.

Marco Antônio Marcolino comentou o acidente ocorrido no Conjunto Habitacional Marcelo Stéfani, em que uma criança caiu num buraco. Ele disse que a Prefeitura resolveu rapidamente o problema, mas chamou a atenção para outras necessidades dos moradores do local, como a via de acesso, que ainda é de terra, e a falta de iluminação nessa rua.

Marcus Valle afirmou que está analisando a possibilidade de fazer uma lei proibindo os rojões que causam ruídos, a fim de proteger os animais. Ele sugeriu que o Executivo envie projeto sobre o assunto à Câmara.

O vereador Mário B. Silva contou que visitou o posto de saúde Araras dos Mori e exibiu vídeo sobre essa visita. Ele contou que a unidade existe desde 1993 e nunca foi reformada. Agora, ela passará por obra de reforma e ampliação, por meio de recursos conquistados por seu intermédio.

Moufid Doher apontou que a população do posto de saúde da Planejada II está reclamando sobre a não marcação de consultas com ginecologista, desde junho. De acordo com o líder do prefeito, vereador Paulo Mário Arruda de Vasconcellos, a informação procede. A médica dessa especialidade pediu demissão e a Prefeitura contratou outro profissional, que ainda não assumiu o posto.

Natanael Ananias registrou pedido para que a Prefeitura amplie o horário de funcionamento dos banheiros da Praça Central.

Quique Brown apontou que a faixa indicativa da restrição de circulação dos caminhões, colocada no portal do Guaripocaba, caiu há uma semana e ainda não foi recolocada. Ele disse que assim os motoristas que passam pelo local acabam não tomando conhecimento da restrição.

Sidiney Guedes pediu ao DER (Departamento de Estradas e Rodagens) que restaure o prédio da Avenida Minas Gerais. A presidente da Casa, Beth Chedid, sugeriu que o vereador encaminhe também sugestão de que a Cetesb (Companhia Ambiental do estado de São Paulo) seja instalada nesse local, haja vista que o órgão não atenderá mais em Atibaia.

Beth falou sobre a violência contra a mulher, defendendo que também seja feito trabalho de conscientização dos agressores, para que o ciclo da violência seja rompido.

Cláudio Moreno relatou que os ambulantes do túnel da rodoviária receberam a visita de fiscais da Prefeitura e estão preocupados, pois poucos têm permissão de uso para trabalhar no local. De acordo com ele, 23 ambulantes trabalham no túnel, alguns há 12 anos. O vereador disse que defende a fiscalização, mas acha que o momento é inoportuno.

Cláudio também disse que o atendimento do 190 da Polícia Militar está deixando a desejar, pois em alguns casos a orientação que é dada ao cidadão é que seja acionada a Guarda Civil. “Isso é fugir da obrigação”, opinou.

Ditinho Bueno voltou a pedir providências para pedidos já feitos anteriormente, como o depósito de lixo em terreno da Rua Coronel Daniel Peluso, em frente à capela do Bairro Popó, revitalização das faixas de pedestres das Avenidas Minas Gerais e São Vicente de Paulo, e disponibilização de banheiros químicos ou de abertura da escola próximo à feira da Vila Bianchi, que ocorre aos domingos, para que os feirantes possam usar os banheiros.

O líder do prefeito disse que o secretário Manoel Botelho, de Mobilidade Urbana, esteve na Câmara falando sobre a restrição de circulação dos caminhões. Paulo Mário rebateu as afirmações de que a medida tenha sido implantada de afogadilho e admitiu que nada é perfeito, acrescentando que os problemas serão resolvidos porque existe boa vontade para isso.

Paulo Mário também rendeu homenagem ao dirigente regional de ensino de Bragança Paulista, Salim Andraus Júnior, falecido na última semana.

A sessão terminou por volta das 20h.

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player