O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

9 de julho: Bragantinos que participaram da Revolução Constitucionalista de 1932 são homenageados

Matéria publicada na edição de 11 de julho de 2017

 

Nesse domingo, 9, o estado de São Paulo celebrou o feriado da Revolução Constitucionalista de 1932. Em Bragança Paulista, a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, fez uma homenagem aos soldados bragantinos que participaram do movimento.

A solenidade em alusão aos 85 anos da revolução foi realizada na Praça 9 de Julho, onde há um monumento em homenagem aos soldados constitucionalistas bragantinos.

A Revolução Constitucionalista de 1932, também conhecida como Revolução de 32 ou Guerra Paulista, foi o movimento armado ocorrido no estado de São Paulo, entre julho e outubro daquele ano, que tinha por objetivo derrubar o governo provisório de Getúlio Vargas e a convocação de uma Assembleia Nacional Constituinte. Mesmo com a derrota dos paulistas, o feito trouxe avanços democráticos e sociais para o Brasil. Dos 119 bragantinos que participaram desse movimento, 12 morreram em combate.

Autoridades presentes na manhã desse domingo, 9, usaram da palavra para homenagear esses soldados que levaram o nome da cidade aos campos de batalha e a evolução do país. Uma coroa de flores foi colocada em frente ao monumento em memória dos ex-combatentes ao som do hino de São Paulo.

O comandante do Corpo de Bombeiros, subtenente Cláudio Zago Júnior, parabenizou a iniciativa da atual Administração e falou da importância do ato cívico. “Através dessas solenidades procuramos manter viva a importância dessa revolução para o país, homenageando os heróis paulistas, em especial, os heróis bragantinos que abraçaram essa causa. A Prefeitura está cumprindo seu papel em não deixar passar em branco essa importante solenidade alusiva aos ex-combatentes”, disse Zago.

Para o secretário municipal de Segurança e Defesa Civil, Dorival Francisco Bertin, a repercussão dessa revolução mostra o sentimento de patriotismo nos corações paulistas e dos bragantinos que participaram desse movimento, tornando mais forte o ideal de liberdade e a disposição de se lutar por ele. “Participamos com muita honra dessa solenidade organizada pela atual Administração, alusiva aos ex-combatentes de 32, fortalecendo o espírito patriótico de nossa cidade e, em especial, dos nossos representantes da segurança pública”, comentou Bertin.

O secretário municipal de Cultura e Turismo, Cléber Centini, aproveitou a oportunidade para salientar que por determinação do prefeito Jesus Chedid, a solenidade foi realizada com muito respeito e dedicação em homenagem aos ex-combatentes. “Esse evento valoriza e homenageia aqueles verdadeiros heróis que serão sempre lembrados pela atua Administração, além de um ato simbólico e um sentimento de respeito e gratidão”, relatou Cléber.

Também prestigiaram a solenidade vereadores, integrantes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Guarda Civil, escoteiros, Tiro de Guerra e familiares dos ex-combatentes.

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player