O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Na estreia do técnico Roberto Fonseca: Braga empata com o Tupi e termina o primeiro turno da Série C na zona de rebaixamento

Matéria publicada na edição de 11 de julho de 2017

 

Não foi a estreia que o técnico Roberto Fonseca desejava ao assumir o comando do C. A. Bragantino.

O empate, sem gols, com o Tupi, de Juiz de Fora, em casa, no último sábado, 8, acumulou cinco jogos sem vitórias para o Massa Bruta, no Campeonato Brasileiro da Série C de 2017, e,  além disso, o Alvinegro das Pedras encerrou o primeiro turno do torneio nacional na zona de rebaixamento, na penúltima colocação do Grupo B, com apenas 10 pontos em nove jogos disputados.

O time mineiro está em uma situação mais confortável no campeonato, pois ocupa a quarta colocação, com 13 pontos.

No Grupo B, está tudo embolado. A diferença do líder do grupo, o Botafogo-SP, para o Bragantino, primeiro time que abre a zona da degola, é de apenas quatro pontos.

Vale ressaltar que se classificam para a segunda fase os quatro primeiros colocados e serão rebaixados no final desta fase os dois piores times de cada grupo.

O segundo turno do Brasileirão da Série C começa no próximo final de semana, mas o Braga só joga na segunda-feira, 17, contra o líder do grupo, o Botafogo, em jogo confirmado pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para o Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto, às 21h.

PRIMEIRO TEMPO: FRACO E SEM EMOÇÃO

Bragantino e Tupi fizeram um primeiro tempo que não empolgou os quase 500 torcedores que compareceram ao Marcelão, na tarde de sábado, 8.

Mesmo jogando em casa e precisando dos três pontos, o Massa Bruta não atuou bem e criou poucas jogadas que levaram perigo ao gol adversário. O Tupi não teve nenhuma dificuldade em marcar as jogadas perigosas do Braga e quando teve chances de sair para o ataque levou perigo ao gol de Renan Rocha. Com um futebol pouco produtivo no ataque, o primeiro tempo não poderia terminar com outro resultado, senão o empate sem gols.

SEGUNDO TEMPO CONTINUOU FRACO E SEM EMOÇÃO

O futebol das duas equipes não mudou nada na segunda etapa. O Bragantino, mesmo com maior volume de jogo, não conseguia chegar com perigo ao gol do Tupi, que se fechou na defesa esperando por um contra-ataque, o que também não ocorreu.

O técnico estreante, Roberto Fonseca, ainda fez três substituições no Massa Bruta, mas de nada adiantou. O time não conseguiu furar a retranca mineira e o placar terminou mesmo em 0 a 0, resultado que mantém o Braga, que não vence há cinco jogos, na zona de rebaixamento, com 10 pontos.

 

FICHA TÉCNICA

9ª RODADA DA PRIMEIRA FASE DO BRASILEIRÃO DA SÉRIE C DE 2017 – GRUPO B

 

Local: Estádio Marcelão, em Bragança Paulista-SP

Data: 8 de julho de 2017 (sábado)

Árbitro: Álisson Sidnei Furtado (TO), que foi auxiliado por Cipriano da Silva Sousa (TO) e Natal da Silva Ramos Júnior (TO)

Quarto árbitro: Rodrigo Gomes Paes Domingues (SP)

Público: 485 pagantes / Renda: R$ 4.585,00

 

BRAGANTINO - 0

Renan Rocha; Bruno Oliveira, Juliano, Guilherme Mattis e Fabiano; Adenílson, Marino e Rafael Chorão; Wellington (Giva), Vítor (Ânderson Ligeiro) e Roberto Pítio (Jobinho)

Técnico: Roberto Fonseca

Cartão amarelo: Juliano

 

TUPI-MG – 0

Paulo; Lucas Carvalho, Fernando, Patrick e Bruno Luiz; Neném, Leandro Brasília, Diego e Andrey (Luan); Ítalo (Deivid) e Romarinho (Flávio)

Técnico: Aílton Ferraz

Cartão amarelo: Patrick

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player