O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Servidores definem pauta de reivindicações para apresentar à Prefeitura

Matéria publicada na edição de 30 de abril de 2017

 

Na noite fria de quinta-feira, 27, os servidores municipais de Bragança Paulista participaram de assembleia convocada pelo Sismub (Sindicato dos Servidores e Trabalhadores Municipais de Bragança Paulista e Região) para que fossem debatidos os itens da pauta que será levada à Prefeitura para a campanha salarial deste ano.

Servidores de várias categorias marcaram presença e elaboraram uma pauta que contempla pedidos de ordem financeira, mas também, cláusulas sociais.

Assim como na reunião do dia 20 de abril, em que a categoria elegeu a Comissão Eleitoral para cuidar da eleição do sindicato, desta vez, seguranças também estavam a postos e, além disso, novamente só foi permitida a entrada de funcionários que são associados ao Sismub. De acordo com o presidente Carlos Alberto Martins de Oliveira, essa é uma previsão do estatuto.

A diretoria da entidade já havia feito uma pré-pauta e discutiu item por item com os servidores.

Antes disso, contudo, foi sugerida pela categoria a formação de uma comissão para acompanhar os trabalhos e, assim, sete servidores se ofereceram e tiveram o aval da assembleia para acompanhar mais de perto a negociação entre o Sismub e a Prefeitura.

Uma das reivindicações que será levada ao prefeito é o reajuste de 20% nos salários. O índice é composto por 10,71% referente à inflação de 2016, quando a categoria não teve reajuste algum; 4,67% referente à inflação de 2017; e 4,62% de aumento real.

O vale-alimentação do funcionalismo atualmente é de R$ 400,00. A assembleia decidiu pedir que o benefício passe a R$ 600,00, com base no valor que recebem os funcionários da Câmara.

Com relação às faltas abonadas, os servidores vão pedir que sejam mantidas as seis faltas e que elas possam ser tiradas de forma acumulativa, como ocorreu nos anos anteriores.

Outra solicitação é que continuem sendo aceitos atestados de acompanhante para filhos menores de 18 anos e familiares idosos, além da aceitação de declarações para fins de compensação de horas.

A pauta elaborada será protocolada na Prefeitura. O Sismub espera uma resposta dentro de 15 dias.

 

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player