O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O Circo é Redondo

Por Paulo Botelho

 

A Operação “Carne Fraca”, conduzida pela Polícia Federal com imensa incompetência, ignorância e prepotência guarda muitos segredos não obstante os prejuízos de milhares de dólares para o país.

Desaparece do circo a “Musa do Impeachment”, uma contorcionista jurídica que atende pelo nome de Janaína Paschoal.

Tira férias do circo o presidente da Fiesp, Paulo Skaf. O chefe do empresariado está ocupado com a estruturação de um novo curso na Fiesp: Patologia – A Arte de Criar Patos.

O jovem procurador da República, Deltan Dallagnol – malabarista em Powerpoint – defende com ardor que não é necessário ter provas para condenar alguém; basta ter forte convicção.

Como é possível ficar em silêncio se o Público do Circo (leia-se Povo Brasileiro) é vítima de tão assustadores fantasmas? Por que continuar aplaudindo e pagando um preço alto por tais espetáculos?

Muitos coices são esperados entre Gilmar Mendes e Rodrigo Janot no picadeiro da próxima temporada circense.

Machado de Assis, nosso melhor escritor, dizia ser normal o desequilíbrio das faculdades mentais; doentes – dizia ele – são aqueles que têm equilíbrio ininterrupto e nada pode abalá-los. Acho que Machado tinha razão: os psicopatas são assim mesmo. Exemplos: Michel Temer, João Dória, José Serra, Sérgio Moro, Osmar Serraglio, Deltan Dallagnol, Rodrigo Maia, Gilmar Mendes e Rodrigo Janot, entre inúmeros outros protagonistas desse circo misterioso.

O circo é redondo, o mundo é redondo, o diabo é redondo, todo segredo é redondo.

 

Paulo Augusto de Podestá Botelho é consultor de empresas e escritor. www.paulobotelho.com.br

 

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player