O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Tarifa do transporte coletivo é congelada na cidade

Matéria publicada na edição de 12 de janeiro de 2017

 

O prefeito Jesus Chedid anunciou, na última segunda-feira, 9, que decidiu congelar a tarifa do transporte coletivo, ou seja, que até segunda ordem não reajustará o preço da passagem de ônibus.

O reajuste anual da tarifa é previsto na cláusula sexta do contrato com a empresa Nossa Senhora de Fátima Auto Ônibus. Mesmo assim, o prefeito informou que o congelamento ocorrerá por período indeterminado.

Argumentando que não houve tempo hábil para transição de governo, Jesus explicou que precisa verificar os contratos administrativos e respectivos procedimentos licitatórios. No caso da empresa concessionária do transporte público, a Administração informou que não encontrou relatórios de Fiscalização Periódica da Frota de Veículos de Transporte Coletivo do Município e ainda há o agravante das condições detectadas nos veículos fiscalizados, que não apresentavam requisitos de segurança de trafegabilidade e, por isso, alguns foram apreendidos.

A Prefeitura informou que terá o prazo de 60 dias, prorrogável por igual período, para efetuar a fiscalização de toda a frota de veículos do transporte coletivo de passageiros, bem como recuperar e auditar a Planilha Atualizada para Cálculo da Tarifa.

“Temos tomado providências emergenciais, pois o que nos preocupa é a segurança da população. A manutenção da frota de veículos do transporte coletivo está horrível, cerca de 40% da frota está em péssimo estado. Estamos aqui para conversar e melhorar o serviço, a empresa deve cumprir essas melhorias, caso contrário vamos romper o contrato. Cabe dizer que ainda temos o problema dos ônibus escolares, que vamos começar a revisão e fiscalização a partir da próxima segunda-feira”, declarou o prefeito Jesus Chedid.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player