Rede estadual volta às aulas e vai servir “merenda seca” aos alunos

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Rede estadual volta às aulas e vai servir “merenda seca” aos alunos

Convênio entre Prefeitura e o governo do estado para o fornecimento de merenda não foi renovado

 

Nesta segunda-feira, 15, a rede estadual de ensino reabre as portas das salas de aula a 3,7 milhões de estudantes. E, em Bragança Paulista, uma das novidades será na merenda servida.

Até o ano passado, a Prefeitura e o governo estadual mantinham um convênio para o fornecimento da alimentação escolar. Essa parceria, que terminou no fim de 2015 e não foi renovada, fazia com que a mesma empresa que atuava nas escolas municipais prestasse o serviço nas estaduais.

De acordo com informações da Diretoria de Ensino, na região, apenas Bragança Paulista e Morungaba não renovaram o convênio.

Diante disso, o governo estadual preparou uma licitação para a contratação do serviço, mas ela será realizada apenas no dia 23 de fevereiro, ou seja, até que uma empresa seja contratada, os alunos da rede estadual ficarão sem a merenda costumeira, composta por refeições e frutas.

Em vez disso, será servida uma “merenda seca”, que deve ser composta de bolachas e achocolatados. Vale registrar que as escolas não dispõem de merendeiras, ou seja, outros funcionários terão de adequar sua jornada de trabalho para fornecer a alimentação aos alunos até que uma empresa seja definida para a prestação do serviço.

A Diretoria de Ensino de Bragança Paulista garantiu que os alunos da rede estadual não ficarão sem alimentação e que os itens que serão fornecidos já foram entregues nas escolas na última sexta-feira, 12.

O Jornal Em Dia questionou a assessoria de imprensa da Secretaria Estadual de Educação sobre o assunto, porém, até o encerramento da edição, não foi enviada resposta.

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player